quarta-feira, 31 de janeiro de 2024

AS DIVAS BRILHAM PARA SEMPRE

Este post é basicamente para eu me gabar de ter visto a lendária Chita Rivera na Broadway. Foi em 1993, quando ela interpretava o papel que foi de Sonia Braga no cinema em "O Beijo da Mulher Aranha". Aos 60 anos de idade, Chita ainda estava enxutaça, no auge de sua longa carreira. Ela nos deixou ontem, aos 91, e seu legado no teatro musical é impressionante. Foi a primeira Anita de "West Side Story" e a primeira Velma de "Chicago". Mas fez pouco cinema, o que a tornou menos conhecida que sua contemporânea Rita Moreno, com quem teria uma aguda rivalidade (ambas negavam). Chita Rivera era uma força da natureza: nem mesmo um acidente de carro, em que quebrou uma perna em 13 lugares diferentes, a impediu de continuar dançando. Aqui no Brasil, perdemos outra atriz icônica, Jandira Martini, que fez relativamente poucos papéis na TV, mas todos muito marcantes. Assim são as divas: elas se vão deste plano, mas continuam brilhando.

Um comentário:

  1. E tem jênio que fala mal de musicais,mas escuta música
    no rádio do carro,no Youtube,no walkman e assiste canais
    de TV fechada que só falam de música.Gentinha FDP.

    ResponderExcluir