terça-feira, 19 de dezembro de 2023

QUEBRA-PAU AO AR LIVRE

O cineasta Rodrigo García vive há mais de 20 anos nos Estados Unidos - talvez para o eterno desgosto de seu finado pai, o escritor Gabriel García Márquez, que preferia as ditaduras de esquerda. Nos EUA, Rodrigo construiu uma filmografia sólida e ganhou a confiança de Glenn Close. Os dois trabalharam Juntos muitas vezes, inclusive em "Alberto Nobbs", aquele longa em que Glenn se faz passar por um homem. Mas é incrível que, até hoje, ele nunca tenha filmado em espanhol. Sua estreia no idioma é com o excelente "Familia", que acaba de estrear na Netflix. A história se passa no estado mexicano da Baja California Norte, pertinho das cidades fronteiriças de Tijuana e San Diego. Mais precisamente, numa fazenda de azeitonas, que eu nem sabia que eram produzidas no México. O patriarca Leo - o nome não é casual - gosta de reunir as três filhas adultas e seus agregados para um almoço mensal. Com ele mora apenas o filho adolescente com síndrome de Down, e a namorada espanhola aparece de vez em quando. Na refeição ao ar livre que ocupa mais da metade do filme, o patriarca comunica que recebeu uma bela oferta pela propriedade de uma empresa chinesa, mas diz que só venderá se todo mundo estiver de acordo. As filhas são todas contra, claro, e não se comovem com o fato de que o pai está exausto e não aguenta mais cuidar sozinho da fazenda, pela qual nenhuma delas tem o menor interesse. Mas esta proposta é só o pretexto para que todos briguem com todos. O roteiro, muito bem escrito, poderia facilmente ser transformado numa peça de teatro, e os atores estão todos ótimos. O protagonista Daniel Giménez Cacho é mais novo do que eu mas parece meu avô, tralalala. E Maribel Verdú, exuberante aos 53 anos, virou o tipo de mulher mais velha que me faria reconsiderar.

9 comentários:

  1. E a série de Cem Anos de Solidão? Desistiram?

    ResponderExcluir
  2. Reconsiderar o que Tonyah??? Você é BI... cha!!!

    ResponderExcluir
  3. CD a tropa do "Tony é bissexual"?

    ResponderExcluir
  4. Claro que é bissexual, vive se entusiasmando por mulher. Só não sei porque bobagem não assume que é bissexual, que mal há nisso? Aliás, venho percebendo que existe um grande número de homens que se dizem gays, mas na verdade são bissexuais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele ja disse que acha que a maioria das pessoas são bissexuais - e concordo.
      O Oscar ainda acha graça em mulher também rs

      Excluir
    2. Ele já disse aqui que ele gosta de homem faz muito
      tempo.Você tá igual ao Mijair que insinuou que o
      Marco Antônio Villa é meio gay.kkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  5. Se tiver visto Companheiros de Viagem, comenta aqui, curioso para saber sua resenha.

    ResponderExcluir
  6. A Maribel Verdu fez essa última temporada de Elite. Um papel muito ruim tadinha... Ela não merecia

    ResponderExcluir