sábado, 16 de setembro de 2023

O VAMPIRO DE SANTIAGO

Que ideia maravilhosa: o general Augusto Pinochet é um vampiro imortal com 250 anos de idade, que arranca os corações de suas vítimas para comer. Que inveja. Se bem que funciona melhor no Chile do que no Brasil. Nossos milicos tiveram a malandragem de se revezar na presidência, e nenhum deles virou o rosto sinistro da ditadura. Já Pinochet fiou 15 anos no poder, matou muito mais gente que seus colegas brasileiros e infernizou a vida dos chilenos até morrer em 2006. Agora ameaça ressurgir, na forma da extrema direita que quase venceu as últimas eleições por lá. Em "O Conde", o magnífico filme de Pablo Larraín que acaba de chegar à Netflix, ele vive escondido no sul do país, mas de vez em quando voa até Santiago para dar umas mordidas. Junto com ele estão sua mulher Lucía e um ajudante de ordens, tão malvados quanto. Esse núcleo familiar é perturbado pelos cinco filhos gananciosos, que querem saber onde o papi escondeu sua fortuna, e uma freira francesa que quer exorcizar o monstro, mas acaba seduzida por ele. Tudo isso em glorioso preto e branco, com uma trilha sonora sublime e belíssimos efeitos especiais. Sim, há uma barriga lá pelo meio, compensada pela aparição-supresa de outro personagem histórico que também gosta de chupar sangue. Apesar dessa beleza toda, "O Conde" é um filme de terror realmente apavorante. Porque esses vampiros estão mesmo entre nós. Alguns, nas nossas famílias.

5 comentários:

  1. Não sei. Esse tipo do coisa não acaba transformando essa figura nesfasta em algo cult de forma que algumas pessoas vão até achar legal?
    Tipo como aconteceu com Pablo Escobar, um traficante mal carater, que muita gente acaba achando que é uma espécie de herói pq viu seriadinhos sobre ele na TV.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o tipo de produto que serve para renovar os adoradores do demônio, a única coisa que esses lixos merecem é o ostracismo.

      Excluir
    2. Vocês 2 que são amigos do Carluxo,não
      sabem que temos que lembrar destas
      pessoas porque a maioria do povo tem
      amnésia política-memória curta,mesmo.

      Excluir
    3. 14:51
      1) Você precisa resolver essa sua obsessão com o Carluxo.
      2) Para lembrar se faz um documentário falando das atrocidades que o cara fez, não um seriado (ou filme) que o transforma numa coisa que ele não foi.

      Excluir
    4. 15:22-O Carluxo é uma coisa,e,na verdade,
      é outra.Mas tem gente que já ouviu falar
      em Gabriel Garcia Marquez mas,não sabe
      o que é realismo fantástico.Ou se lembrar
      de A Vida é Bela,por exemplo.

      Excluir