domingo, 27 de agosto de 2023

LIXO BRANCO

"To Leslie" finalmente chegou ao Brasil, com o nome de "A Sorte Grande". Está disponível para compra ou aluguel nas boas plataformas do ramo. O filme causou uma pequena celeuma no começo do ano, quando sua protagonista Andrea Riseborough foi indicada de surpresa ao Oscar de melhor atriz. Aí a Academia descobriu que a campanha ela não havia sido tão espontânea quanto parecia e que talvez violasse algumas regras, mas no final a britânica permaneceu no páreo, só para perder para Michelle Yeoh. Mas o trabalho dela neste pequeno filme independente é realmente fenomenal. Andrea encarna uma mulher que é puro "white trash", lixo branco, o apelido carinhoso dos brancos americanos de classe baixa que vivem quase às margens da sociedade. Alcoólatra e chegada em qualquer coisa que dê barato, a personagem ganha 190 mil dólares na loteria, e torra tudo em goró e tóchicos. Seis anos depois, sem grana nem para pagar um motel fuleiro, ela é despejada e vai parar na porta do filho quase adulto, a quem não vê há tempos. Daí em diante é ladeira abaixo, mas o final é um pouco edulcorado demais. Não importa. Trata-se de um bom filme, além de ser um um showcase assombroso de Andrea Riseborough. Ela consegue ser irritante, enternecedora, asquerosa, digna de pena, feia, bonita, às vezes ao mesmo tempo. Eis aí mais uma atriz do primeiríssimo time.

Um comentário:

  1. O Oscar esnobou Greta Gerwig por
    "Adoráveis Mulheres".Não satisfeito,
    resolveu esnobar negando premiar
    uma atriz do primeiríssimo time como
    a Andrea Riseborough.O Tony precisa
    ver a Andrea fazendo Margaret
    Thatcher jovem-é um telefilme da
    BBC.Andrea é a mulher da minha vida.

    ResponderExcluir