domingo, 23 de julho de 2023

MAMÃE

Minha mãe se foi ontem, aos 87 anos de idade. Desde que fez 80, ela morava conosco. Diabética há quase três décadas, precisava ser vigiada para não assaltar a geladeira e se empanturrar de pudim. Em 2020, mamãe levou um tombo em seu quarto e quebrou o colo do fêmur. Foi operada e poderia ter se recuperado plenamente, mas ela era uma paciente difícil. Detestava fazer fisioterapia e se recusava a usar andador. Foi perdendo aos poucos os movimentos das pernas, e passou a precisar de cuidadora todos os dias. Voltou a ser bebê: usava fraldas, dormia quase o dia todo e só se preocupava com o que iria comer. No começo deste ano, já estava tão fraquinha que eu pressenti que não lhe restava muito tempo. Cada vez mais desinteressada do entorno, inclusive dos filhos e dos netos. Nem televisão ela assistia mais. Foi internada na terça e passou por uma intervenção cirúrgica na sexta, que seria simples para alguém mais novo e mais forte. Não foi o caso dela. Ontem de manhã, quando ainda estava na UTI e já bem ruinzinha, fiquei a sós com ela no quarto. "Você tem que perdoá-la", me disseram algumas pessoas. Até comecei a perdoar, mas logo passei a agradecer, agradecer, agradecer. Com todos os problemas que tivemos, e foram muitos, ela foi uma mãe maravilhosa. Me deu o gosto pelos livros, me levou para viajar, me mostrou o mundo. E me defendeu inúmeras vezes do meu pai, que sempre foi meio distante de mim. No meio dos agradecimentos, eu abri um berreiro. Chorei como não imaginei que fosse chorar. Foi ótimo, pus pra fora, e me vêm lágrimas aos olhos de novo só de pensar. Hoje vivo um turbilhão de emoções. Sinto um enorme alívio de saber que ela não está mais sofrendo, e que eu também não terei mais trabalho - ela dava MUITO, e só quem cuida de pais idosos consegue fazer ideia. Mas eu também estou transbordando de amor e saudade. Missão cumprida, mamãe. Um dia nos reencontraremos.

(Um seguidor meu do Twitter que eu nem conheço pessoalmente colorizou a imagem original, que estava desbotada.  Ficou lindo!)

45 comentários:

  1. Chorando aqui, força, Tony.

    ResponderExcluir
  2. Que texto lindo e emocionante.

    ResponderExcluir
  3. Tó , isso mesmo, tenho certeza que um dia vão se reencontrar🥰! Fica a saudade! Que ela seja doce para você!😘

    ResponderExcluir
  4. Como ela lidava com você ser gay e ser casado há 32 anos com um homem? Pergunto isso pois estou saindo do armário agora pra minha família e estou tendo dificuldades

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 14 43, traga a sua sexualidade para a normalidade pra sua família. Passei por isso com a minha, a aceitação e respeito vieram não pelo confronto, mas pelos pontos que nos aproximam. Indico a você l livro Mãe sempre sabe? de Edith Modesto, irá ajudar a todos. Se quiser conversar, estou a disposição.
      cronicadesexta@gmail.com

      Excluir
    2. Eu queria ouvir do Tony também, pois eu acho fantástico alguém viver um casamento de mais de 3 décadas e vindo de uma família beeem tradicional.
      Ele já falou em um documentário como ele contou pra ela…porém histórias de como era no dia a dia mesmo ao longo desses anos ajuda as pessoas que querem viver um casamento abertamente mesmo tendo uma família mais conservadora

      Excluir
    3. Minha mãe estressou quando eu contei para ela (procure o vídeo "Eu Não gosto dos Meninos" no YouTube, eu conto em detalhes como foi). Depois ela teve que aceitar, não teve jeito.

      Excluir
  5. sua honestidade me encoraja.
    abraço forte

    ResponderExcluir
  6. Daqui um tempo, quando as coisas se ajeitarem, quando a vida voltar ao normal, você vai sentir falta do movimento na casa, da ranhetagem da sua mãe. O silêncio é perturbador, dói feito uma lança no peito. Faz 2 meses que perdi meu pai e agora, há poucos dias este silêncio a que me referi bateu por aqui: não precisava mais viajar correndo pra Minas, nada de fralda, remédios, consultas. Chorei uma semana inteira. Desejo força a você e aos seus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tio,a mãe dele não era ranheta-você
      não leu o texto do Tony direito.Pena
      que,no texto não diz o nome dela-
      merece ser publicada,com certeza.
      O nome completo,de preferência.
      Força,Tony e Zico.Vocês merecem!

      Excluir
    2. Modo de dizer, criatura! Idoso é teimoso sim, pq se ofendeu com o ranheta?

      Excluir
  7. Tó, meus sentimentos!😢
    É isso mesmo, você irá reencontra-lá um dia! Por enquanto fica a SAUDADE ! Que ela seja doce para você!🙏😋🤗

    ResponderExcluir
  8. Q texto lindíssimo!! O meu abraço grande em vc. 😘🙏💐

    ResponderExcluir
  9. Tó, meus sentimentos!😢
    É isso mesmo, um dia irá reencontra-la!
    Por enquanto fica a SAUDADE!❤️
    Que ela seja doce para você!🙏
    Jacque🤗

    ResponderExcluir
  10. Lindo texto, Tony. Uma bela lembrança da vida ao lado dela. Meus sentimentos, querido.

    ResponderExcluir
  11. Meus sentimentos! Sei o que é perder a mãe, mesmo já doente e que precisava descansar desse mundo... é devastador...

    ResponderExcluir
  12. Que lindo, muita gente fala desse "perdoar", mas você fez algo muito melhor em agradecer e é isso que vou fazer em relação aos meus pais!
    Nick

    ResponderExcluir
  13. um beijo da Sania e do Ary Torres

    ResponderExcluir
  14. Ri e me emocionei...
    Deve ter sido uma mulher especial, senão vc não seria esse homem tão incrível que você é!
    Que ela descanse em paz, e vc fique bem!

    ResponderExcluir
  15. Poxa Tony eu sinto muito pela perda! Muita força pra você e que seu coração encontre conforto sabendo que ela descansou. Fica bem.

    ResponderExcluir
  16. Nossa Tony, q tristeza…. Tia Maíza foi uma mulher muito bacana e criativa ! ❤️🙏🏻

    ResponderExcluir
  17. Meus sentimentos, Tony. Força nesse momento para superar a perda. Ela está em paz agora.

    ResponderExcluir
  18. Uma mulher que criou Tony Goes e Zico Goes só merece louvores.

    Quanta cultura, quanta arte ela deve ter passado para vocês. Sem dúvida alguma uma mãe muito especial. Força, Tony.

    ResponderExcluir
  19. Meus sentimentos. Estou passando por algo parecido, faz cinco meses. Alívio pelo sofrimento, saudades. Vai melhorando aos poucos com o tempo.

    ResponderExcluir
  20. Meus sentimentos, Tony.

    ResponderExcluir
  21. Meus sentimentos Tony 🙌🏿 muita força, luz e paz para vcs

    ResponderExcluir
  22. Meus sentimentos, Tony. Te desejo muitas forças.

    ResponderExcluir
  23. Seu texto é desconcertante porque ele é verdadeiro, legítimo e vívido. Assisti dia desses uma entrevista com uma médica especializada em tratamento paliativo e foi uma porrada: o programa Provoca da Tv Cultura com a Dra Ana Cláudia Quintana de Arantes. Te desejo forças e serenidade, Tony!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse Provoca é um porre,no mau
      sentido!kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  24. Todo o meu carinho para você e sua família neste momento tão poderoso. Força mental para seguir e muita paz no coração para viver.

    ResponderExcluir
  25. Paz e amor, Tony ❤️🙏🏻

    ResponderExcluir
  26. Meus sentimentos, Tony.

    ResponderExcluir
  27. Passei por algo semelhante recentemente e sei como é esse turbilhão de sentimentos que nos acomete; a dor não passa, mas se transforma e se acomoda. Paz e luz.

    ResponderExcluir
  28. O Mio Babbino Caro
    Meus Pêsames, Prezado!
    Com minha mãe, acamada aos 97 anos, sabemos o que é isso e o que pode acontecer a qualquer momento.
    Que bom que tenha se aliviado e encontrado no agradecimento o entendimento da complexidade desse momento.

    ResponderExcluir
  29. Tony vc me fez chorar !❤️

    ResponderExcluir
  30. Estava pensando minha mãe foi uma péssima mãe, me atrapalhou muito! Quase me matou me obrigando a tomar remédios psicopáticos AOS 15 ANOS, ela inventava doenças pra mim depressao anorexia me obrigava a ir em terapeutas ou seja era uma maluca que projetava os problemas nos filhos sempre foi uma mulher doente nunca me levou em UMA VIAGEM sempre só falou merda. O oposto da sua mãe. Quando ela morrer não sei se vou agradecer ou ficar triste.

    ResponderExcluir
  31. Tony um enorme abraço para você ! Ela adorava você e o Zico e tenho certeza que se foi em paz porque você cuidou dela com
    muito amor até o fim.

    ResponderExcluir
  32. Lamento profundamente por sua perda; por mais inevitável que seja, lidar com a perda de um ente é sempre algo difícil de lidar. Imagino o turbilhão de emoções que esteja sentindo (perdão, agradecimento, lágrimas...) e espero que consigas passar por cada etapa com a maior força possível. Que Deus e os Orixás recebam a sua mãe e concedam a você e a todos os entes enlutados a força necessária para seguir, superar a perda e transformar a dor em saudade e boas lembranças do que viveram.

    ResponderExcluir
  33. Linda pessoa a qual tive o prazer de conhecer.

    ResponderExcluir