quinta-feira, 6 de julho de 2023

EVOÉ

Vi Zé Celso Martinez Correa no palco uma única vez, no final dos anos 90. Ele dirigia e interpretava uma d'"As Criadas" de Jean Genet, ao lado de Raul Cortez. Jamais me esquecerei da cena em que os dois, de quatro no chão, calças arriadas, ralavam a bunda um o outro. Hoje ele se foi através do fogo feito o deus Shiva, como bem lembrou Fernanda Torres. Torço agora que "O Rei da Vela" seja remontado: quando fiquei sabendo do revival de 2017, já não havia mais nenhum ingresso.
(escrevi mais sobre Zé Celso aqui, na minha coluna de hoje no F5)

5 comentários:

  1. Não consigo imaginar Raul Cortez de quatro ralando a bunda na bunda de outra pessoa.🤭

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Old macaquinhos.

      Excluir
    2. Mas o Zé Celso nunca foi um ator
      de fazer só novelas.Era dono do
      seu próprio nariz.

      Excluir
  2. Você só viu uma peça com ele e teve isso tudo pra falar? Cacilda, Os Sertões....
    Seriam as peças do Oficina tipo a leitura de Ulisses? Clássico, ninguém lê, mas não deixa de citar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, esta não foi a única do Zé Celso que eu vi. Releia o texto com atenção: esta foi a única vez em que eu o vi como ator.

      Excluir