segunda-feira, 3 de julho de 2023

A ISABELLE DESTA SEMANA

Mais uma semana, mais um filme de Isabelle Huppert entrando em cartaz. Desta vez é "A Sindicalista", baseado num caso real que não repercutiu fora da França. Isabelle encarna Maureen Kearney, uma líder sindical do setor de energia nuclear, que trabalhava com uma estatal francesa. No começo, o filme parece um thriller corporativo: profissional honesta luta contra a corrupção da nova diretoria, que está mancomunada com os chineses. Mas, justamente quando a personagem começa a incomodar os poderosos, ela é atacada por mascarados que invadem sua casa. Amordaçada, tem uma letra A riscada na barriga e uma faca enfiada na vagina. Só que a polícia começa a achar incongruências, e suspeita que ela mesma tenha forjado o ataque, Lá pelas tantas, o espectador se pergunta se a sindicalista é uma farsante, ou só maluca mesmo. A diva, para variar, está perfeita. Não sei se os procedimentos que andou fazendo são os melhores do mundo ou se usaram algum filtro na câmera, mas o fato é que ela atua com atores 20, 25 anos mais novos e aparenta ter a mesma idade que eles (na vida real, está com 70). "A Sindicalista" é um teco longo demais, mas não chega a aborrecer. Levanta questões importantes e é mais uma oportunidade para mergulhar no talento de sua estrela. Semana que vem tem mais.

2 comentários:

  1. Fiquei curioso para saber o final. Vou colocar na minha lista de filmes para ver.

    ResponderExcluir
  2. Das Isabelles, a Adjani!

    ResponderExcluir