quarta-feira, 26 de julho de 2023

A DOR INCOMPARÁVEL

Eu já conhecia a Sinéad O'Connor antes de ela estourar com "Nothing Compares 2 U". Comprei seu disco de estreia, "The Lion and the Cobra", um pouco roqueiro demais para se tornar um dos meus favoritos. Aí, dois anos depois, ela impactou o mundo inteiro com uma interpretação hiper intensa de uma canção pouco conhecida do Prince. Parecia que havia chegado uma nova superstar da música, mas aquela irlandesa de voz e visual poderoso mostrou ser pouco mais do que uma "one-hit wonder". Sua carreira começou a degringolar já em 1992, quando ela rasgou uma foto do papa João Paulo 2o ao vivo, durante o 'programa "Saturday Night Live",  Naquela época ainda não havia tantas denúncias de abusos sexuais cometidos por padres, e Sinéad foi quase apedrejada. Nunca mais emplacou um grande sucesso e só passou a parecer na mídia por causa de algum perrengue. Nenhum maior do que o suicídio de um de seus quatro filhos, em janeiro de 2022. Hoje ela teve sua morte anunciada, mas não foi divulgada a causa. Claro que todo mundo acha que foi suicídio. Deus que me perdoe, mas a notícia me trouxe um certo alívio. Sinéad O'Connor sofreu em praça pública por tempo demais, expondo uma dor incomparável e sérios distúrbios mentais. Agora talvez tenha descansado. Que esteja em paz.

20 comentários:

  1. Uma baladinha e a memória afetiva de um tempo que não existe mais...
    Pq não mais canções assim?
    Não acho que as pessoas irão se lembrar de "momentos" com Vai, malandra! e Poeira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. como já apontei aqui por motivos socio politicos economicos e da decadencia do capitalismo a cultura morreu, ultima vez que eu estive em Londres ouvi de um musico "a cena musical da cidade morreu"e se morreu em Londres morreu em todo lugar. Existe coisa nova boa aqui e ali mas muito pouco e esses não chegam ao top chart nem toca no radio a nao ser as radios online de london que eu escuto aponto Cleo Sol, Nu Genea, Bala desejo...

      Excluir
    2. 22:06-Essa foi uma baladinha de uma
      cantora de uma música só.O resto é
      nerdolice reaça que fica com saudades
      do Chaves e fica puto com negra
      apresentando o Fantástico.kkkkkkkkkk

      09:48-A Adele é de Londres-canta o
      mesmo tipo de música que a falecida
      acima e é uma cantora a moda antiga.
      Não faz da sua vida um site de fofocas.


      Excluir
    3. Hummm eu comentei as 22:06, sei que a fama dela se deve a esta baladinha, td bem, eu gosto desta baladinha.
      Não me considero nerd, e nem sou muito fã do chaves, mas faz parte da minha infância.
      E amo/sou apaixonado pelo sucesso de Maju Coutinho, e não minto, torço pelo sucesso dela pq sou negro tb.

      Excluir
    4. 19:24-Ela fazia baladinha que é muzak
      de elevador.O que tem de nerd que
      idolatrava e idolatra a que está na foto
      acima,Deus do Céu....

      Excluir
    5. desculpa anonimo 12.44 mas o unico hit dela é melhor do que toda a obra de ivete e anitta, e olha que gosto muito dessa ultima, mas nao tem comparacao.

      Excluir
    6. 00:14-O que tem a ver música poperô
      brazuca com poperô deprê?kkkkkkkkk

      Excluir
    7. Nem sei se vão lembrar...o tóxico está descontrolado principalmente entre os gays no Brasil.

      Excluir
  2. “Já conhecia antes de ser modinha”

    ResponderExcluir
  3. Realmente se ela não tivesse rasgado a foto seria uma grande estrela. Lembro que ela participou de um álbum do massive attack a canção é muito boa de uma olhada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 07:49-Ela fazia o gênero de "música
      pra dormir".Teve uma cantora muito
      parecida com ela que veio aqui no
      Brasil há pouco tempo.

      Excluir
    2. acho que ela era realmente transgressora, uma pena sua carreira ter sido assassinada

      Excluir
    3. 16:04-Transgressora é Madonna,
      Lady Gaga,Joan Jett e Charli XCX.

      Excluir
    4. 21:13-Ela foi transgressora na
      Irlanda,certamente.É o meu
      país favorito,ao lado da GB.

      Excluir
  4. Respostas
    1. 13:57-Nada a ver o texto do Tony sobre
      ela ter rasgado foto do Papa com o que
      padres faziam isso ou aquilo.Hoje,é
      muito pior:pastores surtando por causa
      de filmes feministas ou de exposições
      que mostram corpos nus,por exemplo.

      E o Morrisey virou uma Regina Duarte.
      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  5. Realmente naquela época o papa era incontestável os escândalos da igreja católica nunca saíram da Irlanda 🇮🇪 falando em mãe bizarro como a mãe da Marielle Franco sabia que ela seria assassinada né? Ela nem queria que ela se candidatasse quando foi eleita falou pro Tarcísio do psol que estava com medo porque a filha era briguenta e no funeral ainda mandou pro Freixo ‘vc falhou em proteger minha filha’ as mães sempre sabem…

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 16:37-A Igreja Católica tem Julio
      Lancelotti.E os crentes tem o
      André Valadão.Essa é a diferença.

      Excluir
  6. Achava muito chata. Gostava mais da vocalista do Cranberries que morreu em 2018.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também,João.A Dolores O'
      Riordan era muito sexy e muito
      talentosa.Abs.

      Excluir