sexta-feira, 16 de junho de 2023

PROJETO SALVA-LARANJA

Adivinha quem é autora do projeto de lei que criminaliza a "discriminação de pessoas politicamente expostas"? A deputada federal Dani Cunha (União Brasil - RJ), filha de um dos políticos brasileiros mais corruptos de todos os tempos, o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha. A moça foi eleita com votos da Baixada Fluminense fingindo-se de evangélica fervorosa, e está no Congresso como uma espécie de laranja do pai. Faz sentido, portanto, que seu primeiro grande PL seja em prol de laranjas como ela: filhos de políticos que se prestam a abrir contas para receber a grana desviada por seus genitores, e que os bancos brasileiros, seguindo normas internacionais, vinham justamente evitando. A legislação esdrúxula foi aprovada a toque de caixa, inclusive com copiosos votos do PT - que, aliás, também votou em peso pela anistia aos partidos que não cumpriram as cotas para negros e mulheres. Mas a reação da sociedade informada está sendo grande, e é provável que essa aberração seja barrada no Senado. Nunca tivemos um Congresso tão despudorado em agir em causa própria, e, por isto mesmo, temos que ficar sempre atentos. Esse laranjal precisa ser derrubado pelo melhor dos agrotóxicos, a opinião pública.

4 comentários:

  1. Alguém tem a lista dos políticos que votaram em favor desse desparate?

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. "E o PT ? E o Lula" não se aplica neste caso. Vá se informar como funciona.

      Excluir
  3. O Mio Babbino Caro
    Pelo jeito o "União Brasil" vai se caracterizando como o Partido dos filhos dos crápulas de Roberto Jefferson a Cunha, bola pra frente.

    ResponderExcluir