sábado, 17 de junho de 2023

Ô SE EXISTEM

A ascensão mundial da extrema direita se deve a um único fator: o avanço dos direitos de minorias como mulheres, negros, gays e transexuais. Analistas adoram dizer que a culpa é da globalização, ou que a classe média se viu alijada das benesses econômicas. Tudo bullshit. Tanto que as pautas dos reacionários são econômicas só até a página dois, e nem existe consenso entre eles. Tem os que se fingem de liberais (mas não nos costumes, o que é um contra-senso), tem os estatizantes e tem os que não entendem nada de porra nenhuma. O único ponto em que todos concordam é o combate à agenda progressista. É por isto que sacripantas como o libertino Donald Trump ou o palhaço do Ron de Santis perseguem o direito ao aborto e à transição de gênero. E já são copiados aqui no Brasil, apesar da estratégia não ter dado certo nos EUA, haja vista a vitória  do Biden e o fracasso dos republicanos em reconquistar as duas casas do Congresso em 2020. Já tem projeto de lei para proibir que os pais levem seus filhos às Paradas de Orgulho LGBTQIA+. Ignorantes e/ou mal-intencionados como o vereador paulistano Gil Diniz ou o deputado mineiro Nikolas Ferreira semeiam o ódio contra as pessoas trans, sem perderem um minuto para entender o drama que elas vivem desde que se entendem por gente. Há quem diga que foi contraproducente a bandeira "Crianças Trans Existem" que circulou na Paulista no domingo passado, porque ela estaria propondo uma mudança de mentalidade  para qual a maioria das pessoas não está preparada. Bom, caguei para essas pessoas. Crianças trans existem e precisam vir à luz do dia, para suas histórias serem contadas. Sabia que até o aiatolá Khomeini se comoveu quando uma mulher trans o procurou? OK, o líder iraniano era um scholar, coisa de que os nossos politicozinhos não podem ser acusados. Mas a luta tem que continuar.

17 comentários:

  1. Dei Google duas vezes... gosto quando aprendo! rs

    ResponderExcluir
  2. O Mio Babbino Caro
    Vai por aí quando comentei do aumento exponencial das Bandeiras Trans na Parada.
    Porém não dá para combater reacionários abraçando hostes de falsários como a jornalista Delis Ortiz evangélica presenteadora de Bíblia ao mito com filha no governo Bolsonaro...acusação precipitada de Lula sucumbindo a Lira como imaturo...vai indo, vai indo, fica chato essa precipitação que não se confirma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh,Bambino.Ele não está falando
      dessa mulher.Acorda pra cuspir!!!!

      O Tony errou chamando o Gil Diniz
      de vereador.Ele é deputado estadual
      em SP.Um tarcisista fanático.

      Excluir
  3. Mas não é no Iran que homens homossexuais costumam recorrer à transição de gênero (financianda pelo Estado) sem serem transgêneros para escaparem da violência por serem quem são?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Tony esqueceu de citar o deputado
      federal Kim Kata Piroca.Ele também
      faz parte desta gentalha que vive
      perseguindo as minorias-nem tão
      minorias assim,como as mulheres e
      os negros,certamente.

      Excluir
  4. Bom dia, Tony Querido. Acredito que os dois assuntos estão relacionados.
    https://www.esmaelmorais.com.br/francischin-esta-preocupado-com-o-tarado-do-banheiro-unissex-video/

    ResponderExcluir
  5. A antiga bandeira do arco-íris tb causava celeuma e era exatamente por isso que a usavam nas paradas.
    Eu acho que o problema que devemos focar está no fato de que pessoas trans sofrem bastante preconceito dentro da sua dita minoria (grupo LGBTQ+) pois são aPor minoria da minoria. Por exemplo, muitos L e G ainda fazem piadinhas e bullying contra os T enquanto acreditam que os B são pessoas no armário.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No meu convívio, eu não vejo um gay desrespeitar trans nos últimos 15 anos.

      Excluir
    2. 11:42-Não,o que incomoda os trans são
      estes machões pagos com o nosso
      dinheiro brincando de cristãos quando,
      na verdade,não são poha nenhuma.

      Excluir
    3. Pois é. Gozado que eu nunca vi ninguém dizendo que pessoas bi são héteros em negação(Mas vai saber se não tem).

      Excluir
  6. Tony… derrota do Trunp… nao do Biden cómo está escrito no texto!!

    ResponderExcluir
  7. Tony, já vi que você comentou brevemente sobre Black Mirror na Folha. Pode pedir post sobre o barraco literário entre o Itamar Vieira Júnior e a Lígia Diniz?

    ResponderExcluir
  8. 19:41-Tenha dó,cara.Isso é perda de tempo.

    ResponderExcluir
  9. Nos Estados Unidos ninguém aguenta mais a DITADURA woke e a reação já é visível: veja os casos BUD LIGHT e a rede varejista TARGET. Em 2024, seja Trump, seja Ron De Santis, os republicanos vão ganhar de LAVADA. É uma simples questão de SACO CHEIO. Chega. Já deu, dizem 65 % dos americanos. A brincadeira já foi longe demais, beirando a PARANOIA e a INSANIDADE MENTAL.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 06:18-VAZA,HOMOFÓBICO
      DO CARALHO!!!!!!!VAZA!!!!!!

      Excluir
  10. Crianças trans existem. Mas será que as cirurgias de afirmação de gênero devem ser feitas nelas? Acho que o impasse é esse.

    ResponderExcluir