quinta-feira, 8 de junho de 2023

MAR OU NÃO?

Acordei bem cedo nesta quinta-feira, mandei textos para o jornal e, no final da manhã, consegui dar um rolê pelo centro histórico de São Luís. Sim, é lindo, mas podia ser deslumbrante. Boa parte do casario português ainda está lá e certos azulejos estão tinindo de novos, mas achei que falta vida ao lugar. Há relativamente poucas lojas, bares e restaurantes. Quando passei pela região na terça à noite, estava tudo fechado, com ares de cidade fantasma. Hoje, sob o sol abrasador, havia mais gente, claro, até porque é feriado. Mas não é nada comparável ao Pelourinho em Salvador, ou mesmo ao centrinho de Paraty. Aliás, a cidade como um todo não me pareceu grande coisa. Sim, esta é uma primeira impressão absolutamente superficial, de alguém que mal teve tempo de fazer turismo. Mas São Luís é meio "uneven", descontínua, especialmente na parte nova onde fica o meu hotel. Lembra muito a Barra da Tijuca, no sentido de que não há vida pedestre: tudo tem que ser feito de carro. Mas até a Barra é mais harmoniosa, veja só que absurdo, porque aqui um prédio ultramoderno está ao lado de um monte de casinhas adaptadas para o comércio, que estão ao lado de um terreno baldio. O mar também não ajuda: é acinzentado, porque se mistura com as águas dos rios. Tal promiscuidade fez com que os primeiros europeus ficassem na dúvida quando passaram por aqui: mar ou não? Essa é uma das lendas sobre a origem do nome do estado.

23 comentários:

  1. É incrível como prédios "modernos" tem a função de estragar qualquer paisagem urbana histórica. Em qualquer ligar do mundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depende....na Europa,não é assim.
      Que prédio moderno tem aí?kkkkkk

      Excluir
    2. Ele colocou " " no moderno amigo...

      Excluir
  2. "Sim, é lindo, mas podia ser deslumbrante." Para mim essa sua frase resume o Brasil como todo, tanto potencial desperdiçado.
    Essa do nome do Estado é só lenda, né? Isso não pode ser verdade. Rsrs

    ResponderExcluir
  3. Tive exatamente a mesma impressão quando estive em São Luís, mas lembro de um restaurante no centro histórico - não me recordo o nome- onde comi a melhor caldeirada de frutos da mar "evah"...pena que não vai aos lençóis, lá é realmente especial...

    ResponderExcluir
  4. Vc tem que ir para Alcântara! Aí parece que vc viajou no tempo!

    ResponderExcluir
  5. Qualquer capital de estado americano tem 40 atrações. No Brasil qualquer capital -com exceção de São Paulo, Rio e Salvador - tem poucas atrações. E mesmo nessas três há muito potencial inexplorado e turismo amador. É o que acho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Te garanto que nem Tallahassee, a capital da Florida, tem 40 atrações que realmente podem ser considerada turisticas.

      Excluir
    2. Verdade. quanto maior a campanha publicitária, maior a decepção. Curitiba me espantou. O que tem para fazer lá ? Visitar pracinhas e shoppings, andar de ônibus ligeirinho e comer em restaurantes. A arquiteta curitibana é tão banal quanto Uberlândia, Goiânia e Cuiabá.

      Excluir
    3. De importante em Curitiba,só tem
      o Museu Oscar Niemeyer e só.

      Excluir
    4. Tallahassee talvez não, mas cidades secundárias do estado como Tampa e Orlando (fora parques de diversão) têm atrações interessantes. Até Miami hoje em dia tem um circuito cultural bom. O que tem para fazer em Porto Alegre? Eu consigo pensar em dois centros culturais de nível internacional. Belo Horizonte, idem. A gente não tem e muito disso vem de entendimentos restritos sobre o que são equipamentos de cultura. Eu quero entrar em um museu sobre escravidão e ver 5 andares de cultura negra de 1600 a 2023 -;3$#3 museu está em Washington. Museu de experiência humana é raro e amador no Brasil. SP podia ter um mega museu de povos indígenas de 8 andares. Mas não...o incentivo é para construir teatros de musicais de luxo. Chega! Quero coisas para fazer.

      Excluir
    5. João,em Miami não tem nada pra
      fazer.Você acusou o golpe-tem que
      ir pra Washington pra cima.Esse
      teu preconceito contra teatro musical
      é típico da maioria do povo que mora
      na Flórida-reacionários e retardados
      direitistas.Museu do índio com 8
      andares nem no México,rapaz.
      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    6. A Flórida é uma nulidade em termos
      de cultura.Só serve pra fazer turismo
      na Disney.Os artistas de lá tem que
      sair pra NY ou LA pra fazer sucesso.
      É um lugarzinho reacionário,de deixar
      nosso Sul de inveja.Por quê o João
      tem esse preconceito bobo contra o
      teatro musical?Museu de indígenas
      de 8 andares não é cultura,é obra
      faraônica.E não perderia meu tempo
      vendo isso.Museu é chatice pura.

      Excluir
    7. Aí você chega em Nova York e vê brasileiro onde? Times Square, loja da MMs. Em Washington a National Gallery of Art acabou com os guias em português. Muito triste. Aí realmente vem esse comentário da Flórida como nulidade...porque as referências são praia e compras.

      Excluir
    8. A mansão do Trump fica na Flórida.
      E lá,infelizmente,é um curral eleitoral
      da direita,João.Espero ter ajudado.

      Excluir
  6. João, me diz quais são as 40 atrações de Anápolis, Dover e Carson City, (respectivamente capitais de Maryland, Delaware e Nevada)?
    Lembrando que a população somada dessas três capitais não passa dos 50 mil. Então elas tem que ter uma atração turística para cada mil habitantes...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gente, vocês estão levando muito literalmente minhas colocações!

      Eu sei que nos EUA as capitais dos estados geralmente não são as suas maiores cidades.

      Mas perto dessas todas têm atrações interessantes. Inclusive Annapolis é uma cidade histórica com parques importantes ao seu redor. Tem bastante passeio lindo em Maryland...e com qualquer highway você chega a algum lugar.

      Então recolocando: qualquer cidade grande americana tem dezenas de atrações. O mesmo não acontece no Brasil, queridos...desculpa, mas mesmo um Masp é um museu de segunda. Prefiro uns 3 museus na cidade do México do que qualquer museu de SP. É triste falar isso! Me dói. Mas precisamos de mais. E melhor.

      Excluir
    2. Outra coisa, não sei se você sabe que as cidades fora do Brasil são muitas vezes menores -- o que conta são as regiões metropolitanas. Mesmo Los Angeles tem, no condado de LA, dezenas de municipalidades. Imagina São Paulo capital dividida em várias cidades. Mesmo que Annapolis tenha um população menor, o que conta é sua proximidade a outras cidades e sua região. Viagem mais pelos EUA, gente.

      Excluir
    3. Você só gosta de museu no México
      porque fica perto dos USA.Fosse no
      meio da África,correria pro Masp
      feito um Papa-Léguas.kkkkkkkkkkkk
      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  7. Gente, conheçam Porto Velho. Depois de Porto Velho, só as ZUPs francesas continuam ruins, mas qualquer cidade brasileira se torna interessante.

    ResponderExcluir
  8. Ja disse hoje que a João é aquele tipo de bicha datada que a gente pensava que nem existia mais? Ela confunde cultura com entretenimento (mesmo quando cita museus). Fora que generalizaaaaaa… que preguiça

    ResponderExcluir