sexta-feira, 24 de março de 2023

NAS MONTANHAS DOS GORILLAZ

É incrível a resiliência do Gorillaz. A "banda virtual", que só existe em forma de desenho animado, surgiu em 2001, e parecia uma novidade com prazo curto de validade. Mas acabou se tornando o principal projeto de Damon Albarn, ex-vocalista do Blur, que já gravou discos solo e em diversas configurações. "Cracker Island", o oitavo álbum simiesco, talvez seja o melhor de todos. Nada de revolucionário, mas muito consistente e contemporâneo, misturando a eletrônica com influências do mundo inteiro. Não tem uma única música ruim, e eu ainda não decidi de qual gosto mais: se a faixa-título, se "Tormenta" ou se "Baby Queen". Os feats são variados, e vão de Bad Bunny a Tame Impala a Stevie Nicks ao brasileiro MC Bin Laden. Depois de ouvir tudo várias vezes, fiquei com a impressão de que, se eu tivesse talento para produzir música, meu som seria parecido com o do Gorillaz.

2 comentários:

  1. O Blur ainda não acabou, só está em inatividade. É errado dizer que ele é “ex-vocalista”

    ResponderExcluir
  2. Ano passado teve um show deles perto da onde eu moro. Estava querendo ir só para ver como é que eles tocam ao vivo. Será que o pessoal vai lá e fica assistindo um telão?

    ResponderExcluir