segunda-feira, 20 de fevereiro de 2023

ZURRANDO NA CHUVA

A única coisa divertida advinda dessa tragédia que despencou sobre o litoral norte de São Paulo são os zurros dos minions à união de esforços entre o governador Tarcísio de Freitas e o presidente Lula. Num país mais normal isto nem seria notícia, mas acabamos de sobreviver a quatro anos sob o desgoverno de um imbecil que não só se recusava a ajudar estados cujos governos não lhe agradavam, como não interrompia suas férias eternas por causa de uma reles calamidade pública. É a tática habitual da extrema-direita: problemas reais como enchentes, racismo e pandemia são ignorados, porque sequer existiriam. Os perigos são todos imaginários, da ameaça comunista à ideologia de gênero. Tratar cm um adversário político, então, mesmo se for pelo bem da população, nem pensar. Ainda bem que o Tarcísio não é um alucinado, apesar de já ter feito concessões demais aos radicais. Imagina se um Weintraub tivesse sido eleito?

Um comentário:

  1. O Mio Babbino Caro
    A partir de qual momento você acredita que os eleitores sensatos de Bolsonaro, nas últimas eleições, cairão na realidade de que tinham como Presidente um krápula de uma família de gangsters.

    ResponderExcluir