quinta-feira, 9 de fevereiro de 2023

PASSANDO TROTE NO PUTIN

"Navalny" está indicado ao Oscar de melhor documentário em longa-metragem, e periga até levar o prêmio. Não exatamente por suas qualidades cinematográficas: o filme está mais para uma reportagem. Um episódio especial do "Profissão Repórter", digamos assim. Mas o prêmio pode vir por causa de uma cena estarrecedora. Alexei Navalny, o mais famoso dissidente russo, sofreu uma tentativa de envenenamento em 2019, durante um voo de Moscou para Tomsk, na Sibéria. O avião fez um pouso de emergência e ele recebeu atendimento médico na hora, o que o salvou. Mas ficou dias internado no hopsital, e os médicos diziam que ele havia passado mal provavelmente por causa de "tóchicos". A mulher de Navalny conseguiu então que ele fosse transferido para um hospital na Alemanha, e lá descobriram que ele havia sido contaminado com Novichok, o veneno favorito dos serviços secretos russos. O jornalista búlgaro Christo Grozev então consegue os registros telefônicos do instituto científico em Moscou onde o Novichok é produzido e, cruzando dados, chega aos nomes - e telefones - de alguns cientistas. E aí, o que é que o Navalny faz? Liga para alguns deles pedindo detalhes do atentado, e tem um que cai na esparrela. O sujeito entrega tudo, achando que está falando com um agente de alta patente. É de cair o queixo, talvez o maior trote de todos os tempos. Não exatamente para Putin, como mente o título deste post, mas para um assecla que dedura toda a armação do chefe. Depois disso, Navalny decide voltar à Rússia, pois sente que seu lugar é lá. Não dá outra: ele é preso assim que aterrissa em Moscou, e condenado a 20 anos de prisão. O que me consola é que o putinho do Vladimir deve morrer bem antes disso.

(em tempo: "Navalny" está disponível na plataforma HBO Max)

2 comentários:

  1. E o que aconteceu com o cara que falou demais? Será que ainda continua nesse plano?

    ResponderExcluir
  2. Provavelmente, não. No final do filme há um letreiro informando que o sujeito desapareceu.

    ResponderExcluir