sexta-feira, 17 de fevereiro de 2023

O NETO QUE ERA FILHO

Está rolando um debate meio bizantino: o sigilo do cartão vacinal do Biroliro deve ser levantado ou não? Tem jurista que jura que o histórico médico de qualquer pessoa é inviolável. Acontece que o Bozo não era um qualquer, e sim um presidente da República tão negacionista que chegou a dizer que a vacina contra a Covid transmitia AIDS. A revelação de que sim, ele se vacinou, vai pegar mal entre muitos que votaram nele - menos entre o gado mais fanático, que acreditará piamente quando Edaír disser que é tudo mentira. Mais interessante é outro babado que incendeia a internê: o bolsobaby que nasceu anteontem em Washington não seria filho do Carluxo! Isso mesmo: o pai na verdade seria o avô. As provas? Não há fotos da mãe com o Zero-Dois, mas com o pai dele, tem sim. E faz um certo sentido ela ter sido despachada para longe assim que engravidou do então presidente. Contra essa teoria, há uma dúvida razoável: será que o autoproclamado imbrochável ainda consegue levantar a arminha?

9 comentários:

  1. Que um balão chinês caia sobre esse indivíduo e ele desapareça!

    ResponderExcluir
  2. Coragem dessa mulher. Eu não teria estômago.

    ResponderExcluir
  3. Em tempos de carnaval, cantemos a marchinha do Silvio Santos: A pipa do vovô não sobe mais !

    ResponderExcluir
  4. Sendo verdade a teoria do filho/neto, isso explica a partida de Micheque para os trópicos, dentre outros motivos. Sobre a vacina, só falta averiguar a procedência para confirmar aquilo que todo mundo já sabe há tempos.

    ResponderExcluir
  5. Ele tomou a vacina, mas obviamente não foi até um posto de vacinação nem entregou o cartão pro pessoal do posto carimbar. Tomou na surdina, sem nenhum registro, talvez até naquela viagem aos EUA quando a Micheque se vacinou. Nem ele seria tão burro de registrar a vacina no prontuário dele, não é possível. Esse registro no cartão dele deve ser hackeado

    ResponderExcluir
  6. Mon Dieu, o dito alugou um edifício na mente da turma do "amor", que não o supera e nem vai: levando em conta o nível de desastre que a atual gestão impôs ao país, em menos de dois meses, o truque é fazer a linha Cátia cega e seguir na caça à Geni.

    Lamento apenas pelo horror que essa obsessão provocou no Tony: antes com um estilo fluído, leve e bem-humorado na dose certa, tornou-se uma sobra de si mesmo, ressentido, pesado, repetitivo tal qual o som de uma metralhadora municiada com clichês.

    and the guy is lost by far and away.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Outra bicha bolsonarista dos infernos... Tentando jogar seus recalques e frustrações em cima do Tony. Vai procurar um psiquiatra viado fascista.

      Excluir
    2. Anônimo das 14:17, desde quando que eu sou da turma "do amro"? Quero mais é dar um pau nos fascistas e seus apoiadores.

      E você é um deles. Ao dizer que a atual gestão impôs um desastre ao país em menos de dois meses, ignorando o que o Bozo fez com a pandemia, a economia, os ianomâmis, etc. e fingindo que não houve a depredação do dia 8 de janeiro, você está carimbando em três vias sua carteirinha de bolsominion.

      Desculpe a falta de fluidez, leveza e bom humor, mas vá tomar no centro do seu cu. No mau sentido, e com areia.

      Excluir