quarta-feira, 1 de fevereiro de 2023

DEMOCRACIA NA BALADA

Nesses últimos dias, ficou clara a estratégia de sobrevivência dos golpistas: barulho, fake news e truculência. Nada que não tenhamos visto antes, mas juro que eu achei que a débacle do golpe de 8 de janeiro traria um pingo de vergonha ao focinho desses animais. Nos EUA, onde talvez fique para sempre, Biroliro garante que o governo Lula irá "durar pouco". Em Brasília, Micheque declara que não é seu sugar daddy "quem tem que ter medo da prisão" (pois bem, ela também deveria ter). Na posse da nova Câmara nesta quarta, Bananinha e sua gangue apareceram com remendos onde se lia "Fora Ladrão" e similares costurados nas costas. Por enquanto, tanta balbúrdia não rendeu um único resultado concreto além de manter mobilizadas as minguantes bases bovinas. Ao contrário do que mugiam os perfis dos minions nas redes sociais, Rodrigo Pacheco foi reeleito no primeiro turno, com 49 votos - mais do que ele teve em 2021.  Mesmo assim, essa gentalha enche o saco, e só vai parar quando forem todos punidos. Se a nossa democracia está mesmo inabalada, como diz a hashtag que galgou os trending topics do Twitter, não se passará pano nos inimigos do Estado de Direito. Também gosto da variante que a galera inventou só para zoar, #DemocraciaNaBalada. Precisamos mesmo sair para comemorar mais essa derrota do gado.

3 comentários:

  1. Acho que temos que parar de dizer que Bolsonaro está nos EUA. Ele está na Flórida, esse estado bizarro do “don’t say gay” e do frango da amargura que ele adora comer.

    ResponderExcluir
  2. O Mio Babbino Caro
    Eles dobram a aposta, essa tática já é conhecida.
    E quando Jean Wyllys cuspiu na cara desses lixos, foi quase linchado, hoje sabemos que foi pouco.

    ResponderExcluir
  3. Enquanto conseguirem palanque fazendo isso vão continuar fazendo.

    ResponderExcluir