quarta-feira, 4 de janeiro de 2023

TUDO COMO DANTES NO QUARTEL DE ABRANTES

O ex-comandante da Marinha deixou o cargo antes do final do desgoverno Broxonaro, para não ter que bater continência para Lula. O novo comandante da FAB assumiu sem citar o nome do novo presidente, e ain da reclamou da "incompreensão" de amigos e parentes - que, pelo jeito, estão criticando-o por trabalhar pela implantação do comunismo no Brasil. Se fôssemos uma democracia madura e eu, o presidente da República, teria demitido na hora esses milicos, sem direito a pensão nem nenhum outro benefício. Não cabe a eles escolher para qual mandatário irão bater continência. As Forças Armadas não podem se meter na política, e estão sempre submeitdas ao poder civil. Esta nnao é tradição brasileira, é claro. Aqui jamais se puniu ninguém pela ditadura, e o resultado está aí: ao contrário de seus colegas argentinos, os militares brasileiros se sentem empoderados para ameaçar um golpe de estado a toda hora. Bom, dessa vez não conseguiram. Não foi porque não quiseram: não puderam. Sacaram que não tinham apoio interno nem externo, exatamente como o Bozo admitiu em sua última live. Então está mais do que na hora de perdermos o medo desses caras. A caserna brasileira precisa ser disciplinada, e a ideia de que as FAA são um "poder moderador" merece o lixo da história.

7 comentários:

  1. A idéia das FAA como poder moderador vem do primeiro golpe que eles deram: a República.
    O poder moderador era previsto na constituição do Império e era exercido exclusivamente pelos imperadores. Sem o monarca os militares se auto impuseram esse papel. Obviamente a constituição republicana não prevê tal poder, mas vai explicar isso pra milico que não se vê como um mero funcionário público...

    ResponderExcluir
  2. Nunca é simples, nem fácil; mas, uma hora precisaremos seguir o exemplo da Costa Rica - um bom exemplo, entre outras nações que extinguiram suas forças militares, sem abrir mão da proteção do povo e do território.

    Todo o Absurdo de dinheiro gasto com esses Imbecis PRECISA ser direcionado para a Educação, Saúde, Moradia - e muitas, muitas outras coisas que voce pode adicionar aqui, a seu gosto, no lugar da esbórnia que eles fazem com dinheiro público...

    Basta de exército, basta de gente escrota querendo ditar o destino da nação...

    ResponderExcluir
  3. O Mio Babbino Caro
    É isso!!!!!
    No resumo: Issomemu!

    ResponderExcluir
  4. Quem sabe agora a podridão dos militares nos anos bozo vem à tona...

    ResponderExcluir
  5. Discurso bonito é legal? É. Mas quando vão anunciar a Maminha a R$ 8,00, Gasolina a R$ 2,00/l, Real/€ a 2,50 para comprar livros (mestrando classe média baixa), e redução de energia de amazônida que teve rio represado e tem que arcar com a iluminação de São Paulo (com ar-condicionado ligado na talo)?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 22:22-É sugestivo você ter mandado
      neste horário,o número do imbrochável,
      NÉ,CARLUXO?????????kkkkkkkkkk

      Excluir
  6. Nem sempre críticas indicam que você esteja do outro lado do espectro. Achei o discurso da Marina curioso por não ter mencionado o desastre ambiental que virou a região do Rio Madeira (não por não ter usado a palavra "desastre", mas por não ter nem considerado a região como prioridade). É importante lembrar que o que levou Marina à exoneração foi sua recusa em assinar o aceite do crime ambiental de represar o Rio Madeira (o maior afluente do Amazonas). Esperava mesmo que uma resolução fosse vislumbrada no discurso pelo menos.

    ResponderExcluir