quarta-feira, 28 de dezembro de 2022

O DIA DO FUJO

"Se é para o meu próprio bem e felicidade geral da minha família, diga ao povo que fujo". Biroliro nem deve saber o que foi o "Fico" de D. Pedro I, mas sua saída vergonhosa de cena também entrará para a história. Na prática, ele está renunciando ao mandato, dois ou três dias antes do final - se bem que já havia jogado a toalha desde 30 de outubro, quando perdeu as eleições. O gado já está se torcendo para tranformar mais esse vexame em sinal inequívoco do gênio estrategista do Minto, mas vai ser engraçado ver a cara dos imbecis que acampam em frente aos quartéis quando as 72 horas finalmente se esgotarem e Lula subir a rampa. O Bozo talvez não volte tão cedo, tamanho o medo de ser preso, mas a Micheque não vai junto porque o amor que ela lhe tinha era pouco e se acabou no momento em que ele foi derrotado. Fujão, mal-amado, covarde, preguiçoso, ignorante, mesquinho e mau-caráter, o pior presidente brasileiro de todos os tempos acha que está indo para a Flórida. Na verdade, se afunda de vez no monte de bosta de onde surgiu e de onde nunca sequer tentou sair.

5 comentários:

  1. O Mio Babbino Caro
    Pois é, porém é um excelente momento para se perguntar, como um: "fujão, mal-amado, covarde, preguiçoso, ignorante, mesquinho e mau-caráter, o pior presidente brasileiro de todos os tempos" foi eleito e por pouco não reeleito presidente da nação, com apoio de pessoas tão próximas e por parcela tão grande do não mais citado PIB.
    Alguma coisa está fora da ordem e suspeito de pessoas dissimuladas e outras de mau-caráter, no mesmo ecossistema

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não dá para esquecer que metade dos brasileiros é igual ao bostanaro em todos ou em algum aspecto e por isto o escolheu. O verniz moderno e civilizado não segura mais nada nesta gente cínica.

      Excluir
  2. Perigo da Familícia buscar renovar seus vínculos com nazifascistas ianques e voltar para piorar as coisas aqui.

    ResponderExcluir
  3. O Bolsonaro vai voltar. Collor voltou, Renan Calheiros voltou, Jader Barbalho voltou. Assim é o Brasil. Não somos os EUA aonde o George Santos talvez nem assuma por ter mentido no currículo. E o senhor nem falou dele nestes dias. Por que?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renan e Jader não são viúvas de
      generais de pijama-já o Bolsonazi
      e o Collor serão Maluf-um político
      que se aposentou faz tempo.

      Excluir