segunda-feira, 12 de dezembro de 2022

CAÇA AO OGRO

Durante mais de uma década, Harvey Weinstein foi o homem mais poderoso de Hollywood. Sua produtora Miramax era especializada em filmes "de prestígio", do tipo que ganha muitos Oscars. Nomes como Quentin Tarantino e Gwyneth Paltrow tiveram suas carreiras lançadas por ele. Gywneth teve um pouco mais: Weinstein tentou estuprá-la, como fez com todas as jovens atrizes e fucnionáriáas que lhe passaram pela frente. A indústria toda sabia disso, e mesmo assim o ogro seguiu impune por muitos e muitos anos. Até que uma matéria publicada pelo New York Times em 2017 trouxe acusações sérias contra ele, feitas por mulheres que toparam falar "on the record", com nome e sobrenome. Na semana seguinte, mais de 80 acusações vieram à tona, e hoje o ex-bambambam está na cadeia, provavelmente para o resto da vida. "Ela Disse", baseado no livro do mesmo nome, conta como duas jornalistas do NYT foram atrás de algumas vítimas de Weinstein, tentando convencê-las a falar. O filme se inscreve na tradição de títulos como "Spotlight" e "The Post", que também mostram os bastidores de reportagens investigativas sobre gente pica-grossa. Quem não se interessar por jornalismo deve passar longe, e muita gente passou - o filme flopou nas bilheterias americanas. Mas é um dos bons dramas do ano, apesar de todos sabermos como acaba. Carey Mulligan, Zoe Kazan e grande elenco estão ótimos - inclusive Ashley Judd, que teve a carreira truncada por Weinstein e aparece fazendo o papel de si mesma. No final, "Ela Disse" poderia ter sido produzido pela Miramax dos bons tempos. É o tipo de filme "de prestígio" que ganha Oscars.

6 comentários:

  1. O Me Too não foi em 2017?

    ResponderExcluir
  2. Elas faziam o teste do sofá de vontade própria. E depois ficaram se fazendo de vítimas. E estes relacionamentos entre atores e produtores sempre houve. Na Globo era muito comum também e ninguém nunca reclamou. Hipocrisia dos tempos atuais.

    ResponderExcluir
  3. 08:52-Tem provas ou isso não acontecia
    no SBT,Record,etc,hein?Ah,mais um BBB
    vem aí e você vai ver....beijinho no ombro.

    ResponderExcluir
  4. As vítimas que aparecem no documentário da HBO Max "Atrás do véu: sobrevivendo à Igreja Luz do Mundo" pediram apoio do movimento Me Too e de gente como Oprah Winfrey e ...nada. Uma tragédia na linha macabra de João de Deus e ninguém repercutiu na época. Há vítimas e vítimas. Triste. Chocante.

    ResponderExcluir