quarta-feira, 9 de novembro de 2022

OH MINHA HONEY BABY

Como assim?? Como é que justo agora, quando o Brasil começa a voltar aos eixos, acontece uma perda desse tamanho? Como todo mundo, estou chocado e tristíssimo com a morte repentina de Gal Costa. Ela foi operada em setembro, quando retirou um nódulo de uma das fossas nasais. A recuperação da cirurgia fez com que cancelasse vários shows, mas não estava mal. Através de amigos comuns, soube agora que Gal acordou se sentindo indisposta. Morreu em casa, de um infarto fulminante. Pelo menos não sofreu. Caiu dura. Se é bom para quem se vai, é ruim para quem fica. Ninguém estava preparado para o súbito desaparecimento da dona da voz mais límpida que esse país já teve.

Assisti a uns três ou quatro shows da Gal, inclusive o lendário "Gal Tropical" (não tinha idade para ver "Fa-Tal", em 1971). O último foi "O Sorriso do Gato de Alice", em 1994 - aquele em que ela mostrava os peitos no palco. Queria ter visto mais, mas quem sabia que não ia dar tempo? Gal dominava o palco com doçura, sem a carga dramática de sua amiga Bethânia. Transformava os maiores recintos em salas de estar, quando sentava num banquinho, dispensava a banda, puxava um violão e se acompanhava sozinha, fazendo a plateia toda cantar junto.

Comprei todos os seus discos a partir de 1974, quando comecei a consumir música para valer. Meu favorito é "Recanto", de 2011, só com composições de Caetano e totalmente eletrônico. Soa moderno até hoje: foi o resto da MPB que não soube acompanhar o vanguardismo da Gal.

Consta que era um doce de pessoa. Nunca a conheci pessoalmente, mas meu marido dirigiu uns dois clipes dela para o "Fantástico". Agora ela se foi, mas sobram seus discos, seu legado libertário (escrevi sobre isto no F5) e uma saudade insuperável. Baby, baby, eu sei que é assim.

9 comentários:

  1. Oscar era amigo até mesmo do Cazuza né Tony

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Oscar já beijou muita gente, até filha ele tem.

      Excluir
    2. Oscar é bissexual (bi é bi). Mas ele nunca beijou Gal só o Caju

      Excluir
    3. E DAÍ?EU GOSTO É DA KATY PERRY!!!!

      Excluir
  2. Faz parte da trilha sonora de nossas vidas! Sua voz vai ecoar para sempre.

    ResponderExcluir
  3. O Mio Babbino Caro
    Aí Aí imaginar que não haverá mais entre nós aquela que me encantou com Baby, Divino Maravilhoso, Vapor Barato, Hotel das estrelas, Mãe, O Amor, Folhetim.....eu queria poder escrever o título de cada canção dela, que tanto me marcou...


    ResponderExcluir
  4. Triste essa fase da vida onde todos aqueles que conhecemos anos a fio começam a desaparecer 1 a 1.

    ResponderExcluir
  5. Que tristeza! Marcou a minha história e de tanta gente, de várias gerações. Deixa saudades, mas fica o enorme talento preservado em tantas canções inesquecíveis.

    ResponderExcluir
  6. Triste essa fase da vida onde todos aqueles que conhecemos anos a fio começam a desaparecer 1 a 1 (me apropriei deste comentário)

    ResponderExcluir