quinta-feira, 6 de outubro de 2022

COM LOCAL, A FIM DE REAL

Qual é o maior empecilho para que um homem gay tenha uma vida amorosa satisfatória? Errou quem disse que é a sociedade, as igrejas ou o Biroliro. O maior obstáculo é ele mesmo. Tenho dezenas de amigos bonitos e gostosos que sonham em ter namorado, mas nenhuma relação deles dura mais que três meses. Esse problema real é abordado pela primeira vez num filme de um grande estúdio de Hollywood, "Mais que Amigos". O dilema do protagonista não é contar para os pais ou amigos que ele é gay, mas derrubar o muro mental que o impede de amar e ser amado. Falando assim parece um drama pesado, mas é uma comédia romântica escrita e estrelada por Billy Eichner, aquele do "Billy on the Street". Aqui ele vive uma variante ainda mais histérica de si mesmo, Bobby Lieber, que tem um podcast popular e faz parte da diretoria de um museu da história LGBTQ+. Bobby se acha satisfeito emocionalmente: faz pegação no Grind'r e se joga nas boates, mas sempre volta sozinho para casa. Aí ele conhece uma barbie que não pode ser mais padrãozinho, e pira. Mas não quer pirar. Mas pira. Esse rame-rame ocupa boa parte do roteiro, até porque o boy magia também não quer compromisso. O filme acerta ao mostrar que o amor no Vale é diferente: aqui ninguém engravida, e são frequentes os trisais e os casamentos abertos. Tem até uma orgia-revelação... Algumas piadas são ótimas, e famosos como Debra Messing e Harvey Fierstein (bicha culta sabe quem é) fazem pontas marcantes. Tampouco faltam cenas de sexo, o que talvez explique o fracasso nas bilheterias dos EUA. Lançado como o primeiro filme de um grande estúdio com dois protagonistas gays adultos, "Mais que Amigos" não conseguiu atrair o público hétero. Pelo menos aqui no Brasil a distribuidora mudou no último minuto o título que havia anunciado, cringe no úrtimo:""Mais que Amigos, Friends". Affe.

37 comentários:

  1. Eu acho que a gente vive em uma sociedade muito doentia em que pessoas falam que transaram com três no mesmo dia e acham isso normal. Desculpa...excesso de sexo e tesão para mim tá no CID F. Compulsão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, a compulsão no Vale é um fato...Mas os apps deixaram tudo "aparentemente" mais fácil, excesso de oferta, então estamos sempre esperando por algo melhor...E quando esse aparece, ele também está esperando por algo melhor, rsss....E segue o infinito baile...

      Excluir
    2. Danny seu comentário foi o
      Melhor...

      Excluir
    3. Danny, excesso de oferta para gays jovens, gays velhos, como eu, vivem na invisibilidade, e olha que quando jovem eu não era de ficar escolhendo, escolhendo e não querendo nada não, mas sempre fui feio e preterido, mas não me vitimizei porque não me quiseram por uma simples questão de escolha, como agora também

      Excluir
    4. Pois pra mim a sociedade está doentia por excesso de pseudomoralismo "fabricando" bolsonaros, está importando dos Estados Unidos da America esse falso moralismo nojento.

      Excluir
  2. É complicado ficar com uma pessoa só morando no Rio ou Sao paulo, tem homens lindos de todas as cores e formatos, só consegui namorar sério depois dos 40;

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Coitado! Sério mesmo?
      Não imagino quantas possibilidades de viver lindas histórias você deve ter perdido!
      Desde sempre procurei relações firmes e hoje com mais de 60 anos, estou na minha terceira e última relação, já com 18 anos de duração. Vivi lindas histórias!
      Em geral, pessoas que chegaram aos 40 anos pensando e agindo assim têm uma vida madura, têm a velhice, muito solitária já que infelizmente, a beleza é passageira e vai se apagando aos poucos. Pelo menos foi isso que assistí acontecendo ao meu redor. Mas cada história é uma história não é mesmo?
      Na verdade tem homens lindos no Brasil inteiro, no mundo todo, mas muitas vezes a beleza exterior fica pequena diante da beleza interior. Ainda tem muita gente boa por aí!

      Excluir
  3. ONDE COnsigo assistir? obrigado

    ResponderExcluir
  4. O homem perfeito está ocupado procurando o homem perfeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E o homem imperfeito está fazendo das tripas coração para ficar perfeito e também encontrar o um homem perfeito.

      Excluir
  5. Eu achando que o primeiro filme de um grande estúdio com dois protagonistas gays adultos era Brokeback Mountain...
    E tô indo ali fazer um Google para saber quem é Harvey Fierstein.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Teoricamente foi já que foi lançado pela Focus Features, que é um braço da Universal Pictures para filmes independentes e alternativos.

      Excluir
  6. Sei la, tão pouca paciência para série/filme de gay americano padraozinho fortinho como um chester querendo vender os dilemas de ser um gay "normal".

    Apesar de que esse filme fosse europeu ele iria acabar em alguma reflexão depressiva sobre os dilemas da sexualidade gay nos dias atuais.

    Verei. Mas com ressalvas. :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara,nem todo filme americano vem de
      Hollywood-E JÁ OUVIU FALAR DE
      GRETA GERWIG,POR EXEMPLO?

      E tem cada filme europeu xarope que
      eu vou te contar....dá vontade de dormir.

      Excluir
    2. Anônimo (20:18),
      O Tony delimitou um escopo "...Esse problema real é abordado pela primeira vez num filme de um grande estúdio de Hollywood, "Mais que Amigos"..."

      Excluir
    3. Greta Gerwig é um porre de chata

      Excluir
    4. 20:03-Comentário feito pelo Carluxo,
      mais conhecido como "Sem Mulher".

      Greta Gerwig é um porre de beleza
      e inteligência.Só os idiotas do Oscar
      ainda não perceberam.

      Excluir
    5. Anonima de 21:20 não sou o filho do anticristo, e sou um homem 100% HOMOSSEXUAL e tenho muito orgulho disso, e não sou "chaveirinho de homem hetero", nem "tapetinho/capacho" de mulher. E não gosto de Greta Gerwig e não sou obrigado a gostar. E o que tem a ver Greta Gerwig com a postagem? Uma atriz/diretora de filmes feministas. Voce com certeza deve ser uma mulher lesbica feminista.

      Excluir
    6. Max,a Greta é hétero-feminista.Pra
      perceber que você acha que "todo
      artista é mamateiro da Lei Ruanê".
      Este post é de cinema se você não
      percebeu,mas Carluxos não gostam
      destas coisas-cultura pra eles,é
      filme da Igreja Universal-ou os videos
      do Pondé Bicha Velha e do Olavo
      Viado Charutão.Greta Gerwig forever.

      Excluir
  7. Fernando,
    Eu tenho preguiça também. Esse retrato do "gay padrão" americano ser o "padrãozinho" é algo que permeia o cinema americano. E eles empurram essa culto ao corpo como norma gay atemporal. O gay americano é padrão em "Longtime Companion", "The Normal Heart"... Há mesmo um livro do Frédéric Martel sobre o assunto.
    E quanto ao desfecho europeu, de acordo também... seria algo entre "Les chansons d'amour" e "Plaire, aimer et courir vite".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 20:15-Você tem preguiça de saber que,
      nos EUA,o governo de lá tem um gay
      ministro dos Transportes-conhece
      aquela expressão "isso é mais chato
      que cinema francês"?Os gays lá na
      França só se dão bem em Paris-no
      interior,a maioria é de tiozão eleitor da
      familia Le Pen-como aqui.

      Excluir
  8. Vou assistir, parece legal!
    Eu queria só que esse tipo de história não ficasse reduzida apenas aos brancos, enquanto os não brancos ficam lá, fazendo figuração... Quanto mais a gente mostrar que nossa orientação sexual se manifesta em qq tipo físico, mais ganharemos!
    Não à toa, achei perfeita aquela adaptação gay de Orgulho e Preconceito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanto mimimimi,hein?Tá com
      inveja porque o filme é uma beleza.

      Excluir
  9. Muito estereotipado esse filme. Tô fora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cinema pra você é filme de
      super-herói.Tô fora.

      Excluir
  10. De qualquer forma eu fico feliz, tenho 45 e vivo no interior, imagina quando eu tinha 15,20 anos não tinha representatividade nenhuma e os poucos filmes com temática gay eram sobre aids , então não reclamem... o fato dos gays serem padrões , isso é do cinema mesmo, as pessoas estão sempre elegantes, as mulheres escovadas ou vcs acham que as americanas sao todas magras e bonitas como a Júlia Roberts ( cinema: fantasia) pensem que pelo menos temos filmes gays nos tratando com normalidade , para ilustrar o que estou falando é só assistir o filme Bastidores de Hollywoody ( vale muito a pena)

    ResponderExcluir
  11. O problema dessas comédias românticas é o romantismo: a mensagem enviada é sempre de que as pessoas precisam encontrar alguém para serem felizes. Antes q digam q sou encalhado, sou casado, mas tmb era feliz sendo solteiro! Tenho parentes solteiros já na casa dos 70 e vão mto bem tmb, obrigado. Vejo pessoas falando q querem encontrar alguém pra não ficarem sozinhas ou pra cuidar delas na velhice, e eu penso: vcs querem um amor ou um cuidador de idosos? Kk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo, porque tenho de ter alguém para ser feliz? Isso irrita me tanto. Esse papel Heteronormativo imposto aos gays é do mais tóxico que há.

      Excluir
    2. Mas há coisa mais tóxica hoje em dia do que, veladamente, quererem impor que todo gay seja bissexual, hoje em dia parece proibido dizer que não sente tesao por mulher, e que não quer sexo com nenhuma delas, haja vista, que ninguem, famoso ou nao, se assume como homossexual, ou o cara é bissexual, ou náo gosta de rotulos podendo se envolver com qualquer genero, ou entao tem sexualidade fluida.

      Excluir
    3. Parentes solteiros na casa dos 70 é
      igual filho de puta chamado Junior ou
      enterro de anão.15:24 e 17:16 foram
      na Cracolândia e acabam com o
      estoque de bagulho por lá.kkkkkkk

      Excluir
    4. Anonimo de 21:17 que comentario mais idiota, so na sua familia nao ha pessoas na casa dos 70 solteiras. Eu conheço varios homens gays na casa dos 70 e solteiros

      Excluir
    5. Anonimo de 21:17, eu conheço homens homossexuais solteiros na casa dos 70, alias somente os homens realmente homossexuais ficam sem casar com mulher, aqueles que se dizem gays mas que se casam com mulher, na verdade são bissexuais.

      Excluir
    6. Homem gay solteiro na casa dos 70
      tem muitos,sim.Na Igreja Católica-
      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  12. Nao sou "padrão" mas acho TÃO cansativo esse pessoal reclamando de gay padrão! Cada um é como quer ser e ponto, agora todos tem a obrigação de não ser padrão? E concordo com quem falou que pelo menos temos gays "normais" nos cinemas, antes eram só caricaturas ridiculas ou gays depressivos que no final nunca terminavam bem.

    ResponderExcluir
  13. Assistam gente!!! A sala que assisti estava vazia, uma pena!
    O filme é uma delícia, e sim, protagonizado por dois brancos, cis... e faz piada disso tb.
    E o Billy Eichner é uma menininha bem legal, rsrs achei o personagem todinho do Neil Patrick na serie da Netflix, parece que é uma nova modalidade de gay branco: normal (não necessariamente bonito) neurótico de leve e espirituoso; tomara que o Billy ganhe força e produza coisas legais para gente!

    ResponderExcluir
  14. Quando a gente percebe que Sexualidade e Genero, Não são inerentes, as relações fluem! Quando o jogador de Camarões mostrou o peitoral depois do gol, senti atração de dobrar uma perna! Já Ana Maria quis dar uma conotação sexual ao fisico dele! Se o marido francês ela não segurou a "onda" aceita a idade e como admitiu o Silvio Santos quando recebeu exemplar da Playboy outrora: "Bons tempos aqueles. Hoje é apenas contemplar fotos"!

    ResponderExcluir