sexta-feira, 23 de setembro de 2022

REJEITADINHO

Biroliro pode mandar um avião da FAB jogar dinheiro na praia de Copacabana que sua popularidade não  aumentará um milímetro. Não importa o que o Arruaceiro faça: baixar artificialmente o preço da gasolina, inflar o auxílio emergencial, despachar a Micheque para pregar aos fanáticos. Seus índices de rejeição estacionaram acima dos 50%, um número que garante sua não-reeleição. Muita gente sacou que as bondades de última hora do Bozo são apenas para fins eleitoreiros. Mais gente ainda simplesmente não suporta o jeitinho meigo do Broxonaro. Coitados de seus marqueteiros, que imploram para que ele seja educadinho. O cara simplesmente não consegue, como o escorpião da anedota. A viagem ao funeral da rainha foi um fiasco: ao invés da compostura de um estadista, o que o Edaír mostrou foi que nunca deixou de ser um deputado falastrão. Não entendeu até hoje que o discurso que usava na Câmara não funciona para um presidente da República. O resultado está aí: a derrota pode vir já no primeiro turno. Tadinho, né? Mas como diriam os próprios minions: chola mais. O choro é livre.

7 comentários:

  1. Não vejo a hora de ver essa gente pelas costas, mas sei que teremos que lidar com eles por muito tempo ainda. Me preocupa especialmente a expansão da rede de comunicação que eles montaram e que vai fanatizar muita gente. Eles seguem o manual dos republicanos americanos e o que eles já conseguiram é assustador.

    ResponderExcluir
  2. Não existe humor em nada que venha do genocida e de seus seguidores canalhas.

    O país levará décadas para se livrar do Bostonarismo.

    Isso se conseguir se livrar deste câncer um dia.

    Os mecanismos de defesa da democracia precisam ser aprimorados. Os poucos que tínhamos falharam diante do aparelhamento do Estado. Muita coisa precisará ser criada.

    Violência política tem que se tornar crime hediondo, por exemplo.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 16:39-É bolsonazismo-não bostonarismo.

      Ele vai terminar igual o Collor terminou-
      sendo apenas um lider regional lá no
      subúrbio carioca da Zona Norte/Oeste.

      Excluir
  3. Reagan passou, Thacther passou, Collor passou. Nesse remake do fim dos anos 80 que vivemos, Trump passou, Duterte passou e agora será Bolsonaro.

    ResponderExcluir
  4. Mal vejo a hora desse "senhor" sair da presidência da república

    ResponderExcluir
  5. Quando vi o filme italiano Garotos de Bem só pensei que um daqueles 3 psicopatas era o Bolsonaro; ele é feito da mesma matéria-prima.

    ResponderExcluir
  6. Só nos resta entender que esta coisa foi eleita presidente porque nesta eterna Sucupira há os que preservam a mesma tacanhez cínica, misógina, homofóbica, racista, aporofóbica, violenta que ele apresenta. É com isto que temos que ludar. Entender que esta Sucupira não avança por causa disto. Desde sempre. Antes do coiso e de seus estúpidos seguidores.

    ResponderExcluir