quarta-feira, 28 de setembro de 2022

OFERTA IRRECUSÁVEL

No ano passado, "assinei" a plataforma Paramount+ por uma semana - o popular período-teste, em que nada é cobrado. Aproveitei para ver o show "Madame X" da Madonna e toda a quinta temporada de "The Handmaid's Tale". Quando acabaram os sete dias, cancelei, tralalala. Mas devo ter feito alguma coisa errada, ou caído num golpe. Descobri, quase um ano depois, que venho pagando a mensalidade do Paramount+ através da minha conta da Net/Claro, sem ter visto nada nesses meses todos. Ao invés de armar um barraco, preferi assistir a algumas séries do serviço, que de fato não tem muitas novidades. Comecei por "The Offer", um making of dramatizado de "O Poderoso Chefão", disponível desde abril. Com 10 episódios de uma hora cada, a minissérie dura mais tempo que os três longas da franquia juntos, e não teve boas críticas nos Estados Unidos. Mas meu marido e eu, que somos fanáticos pelos meandros de Hollywood, vimos tudo em quatro dias - e adoramos. O protagonista de "The Offer" é um nome pouco conhecido pelo público, o produtor Al Ruddy, que segue na ativa aos 92 anos de idade. Na época, ele tinha 30, 31, e o roteiro talvez exagere um pouco seu heroísmo e determinação. Os obstáculos para a feitura do filme foram imensos: até a máfia tentou melar o projeto, antes de achincalhar os produtores. Mas, ao fim e ao cabo, Ruddy e o diretor Francis F. Coppola conseguiram tudo o que queriam: Marlon Brando, Al Pacino, filmar em Nova York e na Sicília, quase três horas de duração.O resultado foi um longa que ganhou três Oscars, gerou duas continuações e é tido por alguns como o melhor de todos os tempos. "The Offer", cujo título remete à mais famosa fala de "O Poderoso Chefão" - "I'm gonna make you an offer you can't refuse" - não é tão glorioso assim, mas as fofocas de bastidores, os atritos com o crime organizado e o elenco fantástico fazem com que seja irrecusável. Assista, nem que para isto você tenha que fazer o período-teste do Paramount+.

5 comentários:

  1. Você cantando tralalala para eles enquanto eles cantava trelelé para você...

    ResponderExcluir
  2. Eu fiz uma compra de dois itens na Amazon gringa e enviei pra um endereço de lá. A compra foi feita em duas faturas. Só que foi sendo cobrado um valor mensal indevido da Amazon Prime. Como era um valor baixo (U$ 15.00) , eu nem percebi e continuei a pagar por uns meses. Nesta semana eu percebi o erro e entrei no chat. Escrevi duas linhas e a atendente disse que transferiria para o setor responsável. Em longos 3 minutos, o novo atendente pediu desculpas pelo incômodo e me devolveu o dinheiro em três dias. Igualzinho ao Brasil!

    ResponderExcluir
  3. Hey Tony tinha a maior expectativa com 'Madame X' parece que a Pandemia e os joelhos de Madge não ajudaram muito. O que vc achou??
    G-

    ResponderExcluir
  4. http://www.tonygoes.com.br/2021/10/silencio-que-se-vai-cantar-o-fado.html?m=1

    ResponderExcluir
  5. Apesar de romancear e exagerar os fatos, a minissérie é viciante mesmo. Mas o que eu adorei mesmo foi Matthew Goode no papel de Robert Evans, lendário chefão da Paramount. Ele merecia ao menos uma indicação no emmy como ator coadjuvante.

    ResponderExcluir