sábado, 24 de setembro de 2022

O BURRO DO ANO

Nenhum membro da familícia prima pela inteligência. O Edaír não para de se chamar de "imbrochável", mesmo sabendo que isto lhe custa votos. O Bananinha era tão mau aluno que o próprio pai o apelidou de vagal. Carluxo, o suposto gênio do mal, tem zero inteligência emocional, colaborando com um sistema que não permite que ele viva sua verdade. Mas o mais imbecil da gangue me parece ser o mais discreto de todos: o Zero-Um, com seu eterno ar de boi no pasto. A tentativa de censurar a matéria do UOL sobre os 51 imóveis comprados com dinheiro vivo fracassou de maneira espetacular. Não só foi derrubada logo pelo STF (e pelo André Mendonça, justo quem) como voltou a chamar atenção para um assunto que já entrava em baixa. Logo mais o Pau Fino irá ao debate do SBT, e torço para que ao menos Simone Tebet o atazane com esse escândalo (Ciro Gomes já era, passou para o lado escuro da Força). Mas ainda bem que todo o clã Broxonaro seja de poucas luzes. Isto facilita o nosso trabalho: os maiores inimigos desses cretinos são eles mesmos.

2 comentários:

  1. “Eterno ar de boi no pasto” foi excelente!

    ResponderExcluir
  2. Ninguém nem mais se anima a falar dessa escória.

    ResponderExcluir