terça-feira, 6 de setembro de 2022

NÃO VAI TER GOLPE

Estou com muito menos medo de um golpe de estado no 7 de Setembro do que eu estava um ano atrás. Simplesmente não há atores políticos poderosos a fim de apoiar o Biroliro em sua tresloucada ambição de se tornar ditador. A mídia, os Estados Unidos, o empresariado sério, a intelectualidade e até mesmo o Centrão - todo mundo é contra. Sobram figuras folclóricas feito o Véio da Havan e os minions que ainda acreditam que "moeda corrente do país" não quer dizer "dinheiro vivo".   
Claro que o Bozo vai dizer que o "DataPovo" mostra que ele vai ganhar no primeiro turno, e a prova vai ser a multidão espremida na orla de Copacabana. Ano passado, um gay enrustido que já foi meu amigo postou no Facebook que foram quatro milhões de bezerros à manifestação da Paulista. É fácil dar esta sensação, se dois ou três quarteirões estiverem lotados. Por isto que o desfile militar foi transferido para beira-mar. Ninguém deve se impressionar: o que vale mesmo são as pesquisas de institutos sérios, como o DataFolha e o IPEC. No entanto, mesmo com a possibilidade de um golpe tender a zero, podem ocorrer episódios isolados de violência, ou a ação de lobos solitários. Tome cuidado e não se exponha muito. Este pesadelo está quase no fim.

3 comentários:

  1. Que o universo te ouça, Tony

    ResponderExcluir
  2. E o país deixou esta canalhada cafona nos desgastar absurdamente assistindo a um líder que imita seu povo morrendo sem ar na TV. Merecemos nada.

    ResponderExcluir
  3. Aqui em Brasília está sem adesão, quase não se vê carro com bandeira ou adesivo. Ano passado estava muito cheio, parecia Copa, e mesmo assim foi um fiasco. Semana que vem volta pra faixa dos 20%.

    ResponderExcluir