segunda-feira, 26 de setembro de 2022

MARICONES POR MALECÓN

Enquanto a Itália retrocede, Cuba avança. O passado homofóbico da ditadura castrista foi enterrado pelo referendo de ontem, que aprovou com 66% dos votos o casamento gay e a barriga de aluguel. Claro que é contraditório um regime de partido único convocar eleições, mas não vou reclamar. Cada país onde bibas e afins desfrutam de plena cidadania é um prego a mais no caixão do patriarcado. Agora elas podem desfilar sem medo e de mãos dadas pelo Malecón, à beira do mar de Havana.

9 comentários:

  1. Triste pela Itália e feliz por Cuba, mas ainda sim é contraditório um gay usar blusa do Che

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda pergunta? Che era um sanguinário sádico que virou um ícone pop e foi incensado pela mídia, vide o filme que o banqueiro cineasta fez sobre a juventude dele, o retratando como um idealista puro e ingênuo. Ele foi um dos comandantes de um regime totalitário que perseguia os gays e opositores. Assista se puder "Antes que Anoiteça" , filme sobre a vida do poeta Reinaldo Arenas estrelado por Javier Bardem.

      Excluir
    2. Em resumo, hoje ele é mais conhecido pela imagem do que pelo o que ele propriamente foi. Como provavelmente 95% das grandes figuras das historia, néam?

      Excluir
    3. Che foi assassinado bem antes da maioria dos fatos narrados no filme."Antes que Anoiteça".

      Excluir
  2. O Mio Babbino Caro
    O grande desgosto do Ocidente é Cuba nunca ter se rendido. E para piorar sempre que possível Cuba nos mostra acertos notáveis na Educação, Saúde, Esportes, Cultura e no Social.
    Tem problemas, tem mas qual outro povo suportaria um boicote do Império americano como Cuba tem suportado. Nao sei por mais quantos anos mostrarão essa altivez mas enquanto suportarem continuarão nos surpreendo com correções de erros que tenham cometidos no passado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Tem problemas" = tem um grupo que se mantém no poder há mais de 60 anos porque entregou o controle de grande parte da economia aos milicos, que vivem como nababos. É uma ditadura de partido único, que persegue e prende dissidentes e promove censura ostensiva. Direitos LGBTQIA+ chegam lá muitos anos depois de chegarem ao Ocidente.

      Excluir
    2. "Tem problemas, tem..." Fique tranquilo que enxergo e concordo com todo quadro que você aponta, porém não fecho os olhos àquilo que vejo em qualquer regime. Fico na pontinha dos dedos para ver além dessas ideologizações.

      Excluir