quinta-feira, 1 de setembro de 2022

MAIS-OU-MINIONS

Eles estão por toda parte. Não só no grupo do zap da família, mas nas ruas, nos táxis, nas empresas, nos hospitais. Dois dos enfermeiros que me atendem na quimioterapia se encaixam direitinho no figurino do mais-ou-minion. Namoram a ideia de reeleger o Biroliro, sem serem fanáticos por ele - mas acham que a volta de Lula seria ainda pior. Ela me mostrou as mensagens que recebe de amigos, como o mapa da América do Sul quase todo tingido de vermelho, com foices e martelos sobre os países governados pela esquerda. Tento explicar que nem a Venezuela é comunista. Ele requenta a carta da corrupção, ignorando que o orçamento secreto sangra os cofres públicos ainda mais que os desvios da Petrobras, e que o triplex do Guarujá, que sequer foi comprado, não é nada perto dos 51 imóveis adquiridos pela familícia com dinheiro vivo. Sites como o Tira Voto do Jair aconselham a não perder tempo com os tiozões obcecados, e ensinam o passo-a-passo para convencer um mais-ou-minion a mudar de voto. Mãos à obra.

3 comentários:

  1. Já começou a bater o desespero?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Do Arruaceiro? Faz tempo. Ele ainda pode perder no primeiro turno. E aí será pior para todo mundo, porque a chance de violência nas ruas vai crescer muito. A luta agora é liuqidar essa parada o quanto antes.

      Excluir
    2. Vamos, muso!!! Tô com vc!!!

      Excluir