domingo, 18 de setembro de 2022

BALI FAKE

Já reparou que toda festa de casamento no cinema é sempre luxuosíssima? Ninguém nunca tem a menor preocupação com dinheiro, o que liberta o HD mental para o que realmente interessa: impedir que os pombinhos se casem. Este plot básico já serviu para centenas de comédias, de "O Pai da Noiva" a "Podres de Ricos". Agora ressurge com Julia Roberts e George Clooney em "Ingresso para o Paraíso", a infeliz tradução brasileira para "ticket" (melhor seria "passagem" ou "bilhete"). Eles fazem um casal divorciado que vive às turras, mas é obrigado a se aliar para evitar que a filha se case com um cara que ela conheceu em Bali faz um mês. A mais famosa ilha da Indonésia é o cenário de quase toda a história, mas a produção jamais pôs os pés lá. O filme foi rodado na Austrália, e quem tiver o olho treinado vai perceber que o vulcão que aparece ao fundo foi aplicado. As estátuas orientais que adornam o hotel onde todos se hospedam também não são balinesas, e a riquíssima cultura local meio que passa batida. O mais grave, no entanto, é que "Ingresso para o Paraíso" entrega até menos do pouco que promete. Eu não esperava nenhuma obra-prima, mas as piadas preguiçosas e o desfecho óbvio me desanimaram. Pelo menos George e Julia são dois titãs da comédia romântica. Além do timing impecável, os dois ainda têm uma cumplicidade deliciosa, de amigos de longa data. Se a Bali do longa é fake, a química entre eles é real.

2 comentários:

  1. Esse ator é gay? Ou bissexual? Ou é ht msm?

    ResponderExcluir
  2. George Clooney segura tudo no charme old fashion a la Cary Grant. Julia Roberts abre o sorriso e segura também. Mas Julia tem zero sex appeal. Ambos são mais movie stars do que atores.

    ResponderExcluir