terça-feira, 20 de setembro de 2022

A LAD INSANE

Tive o privilégio de ser adolescente quando David Bowie estava no auge, lançando um disco novo por ano e mudando de personagem a cada dois. Eu me dei conta de sua existência aos 12, na época de "Aladdin Sane", e rapidamente me converti. Bowie abriu minha cabeça de um jeito que nem meu ídolo-mor, Freddie Mercury, conseguiu. Foi ele quem me convenceu que você pode ser o que quiser, homem, mulher, bicho, fazer o que quiser, música, teatro, pintura, só não pode ser mal-vestido. O curioso é que, no começo de sua carreira, Bowie tinha medo de enlouquecer - seu meio-irmão mais velho era esquizofrênico e passou a vida internado. Daí vem o trocadilho com "a lad insane", um cara maluco, que dá nome a uma de suas músicas mais lindas. Mas já então Bowie era um poço de lucidez, e foi ficando cada vez mais afiado com o passar dos anos. Tudo isto está registrado no filme "Moonage Daydream", uma experiência extasiante que merece ser vista na maior tela possível. Não é um documentário convencional, com datas precisas e análises profundas, mas uma colagem de vídeos e entrevistas que compõem um retrato esplendoroso do mais inovador popstar da história. Inquieto e sereno ao mesmo tempo, David Bowie continua sendo um farol, ainda mais nessa fase de escuridão. Nenhum artista moderninho chega a seu calcanhar. Mas sim, temos um brasileiro até mais velho do que ele que sustenta uma comparação. Acertou quem pensou em Caetano Veloso.

16 comentários:

  1. O Bowie decidiu mudar de nome, pois o original David Jones já era usado por um dos Monkees, banda muito popular naquela época. Você sabia que Bowie é o nome de um modelo de faca, do tipo usado pelo Rambo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, sabia. Reza a lenda que foi numa briga com bowie knife que Bowie perdeu um dos olhos, que foi substituído por um olho de vidro.

      Excluir
    2. É um olho de vidro? Ele sempre contou que apenas mudou a cor da pupila.

      Excluir
    3. https://rollingstone.uol.com.br/noticia/como-uma-briga-por-uma-garota-deixou-david-bowie-com-olhos-de-alienigena/

      "...a condição dos olhos de Bowie se chama anisocoria, caracterizada pelo tamanho desigual das pupilas, e foi adquirida na adolescência".

      O próprio falando a respeito:

      https://www.youtube.com/watch?v=UAy5VFfiRKo

      Excluir
    4. QUEM TRABALHA NO MESMO
      JORNAL DO PONDÉ E DO
      HÉLIO BELTRÃO TEM É QUE
      USAR SUAS COLUNAS PRA DAR
      UM CACETE EM QUEM DÁ A
      BUNDA PRO MIJAIR.

      E tenho dito.

      Excluir
    5. Pensei inicialmente em Ney Matogrosso mas os personagens de Bowie são outra coisa que o fazem distinguir. Caetano quando em Londres esnobou uma gravação com Bowie depois lamentou ter perdido a oportunidade.

      Excluir
    6. Caetano o esnobou se arrependeu, mas já era tarde.
      G-

      Excluir
  2. Salve Caetano, mas confesso que imediatamente pensei em outro grande artista: Ney Matogrosso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ney é um tesouro, mas é intérprete. Não é compositor, ao contrário de Bowie e Caetano.

      Excluir
  3. O Mio Babbino Caro
    David Bowie surgiu na minha adolescência como um Farol na onda da andrôgenia, Glan e outros...Alice Cooper pintado chamando Alice de vestido e no Brasil Ney homem com H. Mas o Bowie era o mais complexo e elegante. Mack Bolan tbm tinha seus fãs ali. Edy Star deu seus passinhos um tempo bom que passou mas Bowie continuou.

    ResponderExcluir
  4. Tenho 20 anos e Bowie é um dos artistas que mais amo. O conheci através do filme "As Vanatgens de ser Invisível" em que a música tema é Heroes (minha música favorita talvez da vida) e de lá pra cá a paixão só cresceu. Eu e meu ciclo de amigos da mesma idade reconhecemos Bowie como um dos melhores da história, provando que é atemporal. Bowie era abertamente bissexual (mesmo que depois de meados dos anos 80 só se relacionava com mulheres), tabelou com a Gimenez (rs) e até hj influencia artistas como Lady Gaga e Harry Styles. Ea foda! Lembro até hj quando lançou o Blackstar e depois morreu, tinha 14 anos mas fiquei mal...

    ResponderExcluir
  5. Tenho minhas dúvidas sobre doença mental fui internada num hospício no meio de um golpe de estado (jornadas da CIA junho 2013) reclamei que meu tel tinha sido grampeado e tinha mesmo e fui taxada de louca, Camille Claudel também morreu num hospício por ser mulher independente, o big pharma é uma grande fraude! Gosto muito do Gabor Mate e suas teorias sobre trauma quem quer oprimir mulheres incluindo Dilma está traumatizado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem contar a Britney Spears! O maior exemplo de opressão feminina dos nossos tempos seu caso deve ser estudado em universidades de direito

      Excluir
    2. 21:28-Onde você inventou estas
      historinhas,tia?Da sua cabeça-
      oca????E o 00:12 dando exemplo
      de alguém que não é exemplo pra
      ninguém....haja Santo Daime pra
      essa gentalha.

      Excluir
  6. seu marido mais novo lembra bastante o Bowie

    ResponderExcluir
  7. Gostei muito que o filme deu um pouco de espaço para o Brian Eno, que também merece um documentário similar, e me pergunto por que Lou Reed não ganhou algo parecido. Ainda dá tempo de homenagear em Iggy Pop em vida. No mais, é um filme fascinante.

    ResponderExcluir