terça-feira, 26 de julho de 2022

SAMBANDO NA BANDEIRA

Nunca senti tanta vergonha de ser brasileiro e tamanho desânimo com o futuro do país. Se eu tivesse 20 anos de idade, estaria pensando seriamente em me mandar daqui. Estou apavorado com a quantidade de gente escrota que saiu da toca nos últimos anos. É inconcebível que 30% dos brasileiros ainda apoiem o Biroliro, mesmo com tantas mortes, tanta miséria e tanta incompetência. É um apoio totalmente emocional e irracional, que não sobrevive à luz do sol - mas essa turma vive nas sombras. Por tudo isso, entendo perfeitamente o rompante da Bebel Gilberto durante um show nos Estados Unidos. Na verdade, ela não sambou na bandeira, mas no desgoverno do Bozo e na apropriação espúria que ele faz dos símbolos pátrios. A cantora se arrependeu na hora e pediu desculpas à plateia, mas já era tarde: forneceu sem querer matéria-prima para a extrema-direita, que editou o vídeo e só postou a parte comprometedora nas redes sociais. Pois eu piso na bandeira também, no sentido figurado. Esse país de gente escrota não é o meu.

11 comentários:

  1. Pois é... mas se eles são emocionais e irracionais, vamos lutar essa guerra da mesma forma?
    Bom senso para geral, a começar para o candidato que tem chances de ganhar do Voldemort.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim,vamos continuar sendo xingados por
      eles e vamos fazer cirandinha ouvindo
      pornô-funk.Eh,vida de gado.....

      Excluir
  2. Desde criança sempre achei as bandeiras do Brasil e da Suécia as mais bonitas do mundo e me sinto ofendido tanto por essa gente que transformou a bandeira nacional numa reles bandeira de partido fascista quanto por gente que faz o que ela fez. A atitude da Bebel desonra o país tanto quanto a reunião de um presidente com embaixadores para desacreditar nosso sistema eleitoral e nossas instituições. O britânico Lewis Hamilton não faria com a mesma bandeira o que a brasileira Bebel fez. Não precisávamos de mais essa. Esse é um símbolo que representa muita coisa e precisa ser tomado de volta das mãos da extrema direita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 13:52-Larga disso,isentão-nossa bandeira
      parece uma daquelas de time de futebol
      de várzea de SP.A frase que está nela,
      então,parece ter sido escrita por algum
      senhor de engenho.kkkkkkkkkkk

      Excluir
    2. 16:02 - Ê que a síndrome de vira-lata bateu forte aí hein? Você tá bem?

      Excluir
    3. 17:43-Nossa bandeira é feia e a frase
      que tem nela parece aqueles slogans
      nazistas.Não gostou,que se dane!

      Excluir
    4. A nossa bandeira não é bonita, verde e amarelo são duas cores que não combinam juntas.

      Excluir
  3. Nunca foi tão óbvio que o Brasil não merece nem pode funcionar melhor. Nossa covardia diante da bestialidade que dominou o país nos últimos anos nos revela. Por exemplo: imagine se um Sergio Camargo ainda estaria onde está se fosse nos EUA... A comunidade negra de lá não ia deixar por isto mesmo...

    ResponderExcluir
  4. O Mio Babbino Caro
    Q Preguiça: isso ainda vai levar tempo pra ser um país...Caxias, Bandeirantes, Canudos, Negros, Índios, 1889, Ordem e Progresso... dá pra perceber

    ResponderExcluir
  5. Da mesma maneira que aquele pastor ofendeu mortalmente todos os católicos quando chutou uma santa, essa tia sem noção quis aparecer e ofendeu um dos símbolos da pátria. Não tem nada a ver com Bolsonaro, catolicismo, etc. Respeito ao próximo, às crenças, à simbologia que simples objetos carregam e muitas vezes são muito importantes para algumas pessoas. Esses "rompantes " são só arrogância e falta de educação , ainda mais vindo de uma cantora que só é conhecida por ser filha ou sobrinha de alguém e cantar essa bananeira insuportável.

    ResponderExcluir
  6. Eu admiro muito os EUA nessas horas... país que considerou queimar a bandeira como liberdade de expressão protegida pela constituição!

    ResponderExcluir