sexta-feira, 22 de julho de 2022

BRIDGERTON + BRIDGET JONES

O título deste post não é ideia minha. É a definição de um crítico do New York Times para o filme "Persuasão", que chegou à Netflix na semana passada. Trata-se de mais uma refilmagem de um romance de Jane Austen, dessa vez com elenco color blind e a americana Dakota Johnson no papel principal. Aliás, ela está ótima: são poucas as atrizes que conseguiriam quebrar a quarta parede como ela faz, piscar para o espectador e voltar à história como se nada. A trama, como em qualquer obra de Austen, gira em torno de uma moça de classe alta mas nem tanto, em busca do verdadeiro amor. Aqui esse amor aparece cedo para a protagonista, que segue os conselhos da família e dispensa o rapaz porque ele é pobre. Claro que o sujeito reaparece anos depois, agora rico, e a coitada treme na base. Pronto, mais nada. "Persuasão" é só isto. Mas é bonitinho de se ver, e Dakota Johnson dá mais um passo interessante em sua carreira.

2 comentários:

  1. E Cosmo Jarvis é uma delícia desde Lady Macbeth.

    ResponderExcluir
  2. A crítica detestou, vide os famosinhos Boscov e Dalenogare.

    ResponderExcluir