sexta-feira, 24 de junho de 2022

SORRINDO ENTRE LÁGRIMAS

Querer muito ver um filme sempre embute o risco de sair do cinema profundamente decepcionado. Ainda bem que não foi isto que me aconteceu com "Peter Von Kant". Eu estava doido para conferir a primeira parceria entre François Ozon e Isabelle Adjani, desde que o longa foi anunciado no final de 2021. Consegui assistir ontem no Festival Varilux, duas semanas antes da estreia oficial na França. Ozon é fascinado por Rainer W. Fassbinder, e chegou a dirigir um roteiro inédito do finado cineasta alemão, "Gotas d'Água em Pedras Ardentes". Mas agora ele se arrisca ainda mais, ao refazer "As Lágrimas Amargas de Petra Von Kant", uma das obras-primas do falecido. Eu nunca vi o orginal, então não posso dizer se ficou melhor - mas vi a peça, numa montagem estrelada por Fernanda Montenegro e Renata Sorrah em 1982. Ozon inverte o sexo das protagonistas, e a estilista obcecada por uma modelo agora é um diretor que se apaixona por um jovem ator. O roteiro segue a história original, mas altera vários detalhes. Além disso, é curto: "Peter Von Kant" dura apenas uma hora e meia, nem um segundo a mais do que o necessário. Se fosse mais comprido, sairíamos com bode do personagem-título, um egocêntrico muito bem interpretado por Denis Ménochet. Mas claro que quem brilha mesmo é Adjani, em sua melhor atuação nos últimos 20 anos. Ela finalmente acertou as plásticas no rosto, e está tão deslumbrante como era na juventude. Segura da própria beleza, a musa já não se esconde mais atrás do cabelo, e voltou a sorrir em cena. Enquanto isto, François Ozon não tira férias e  já tem outro filme em pós-produção, "Madeleine". Esse é com a outra Isabelle - a Huppert.

8 comentários:

  1. Adoro homem de bigode

    ResponderExcluir
  2. Ela tá parecendo aquela socialite paulista...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eleonora Rosset, ex- Mendes Caldeira, ex-Simonsen. Quando jovem, ela inspirou a canção "Morena dos Olhos d'Água", de Chico Buarque.

      Excluir
  3. O Mio Babbino Caro
    Textos teatrais tem históricos de excelentes películas?
    Jamais gostaria de macular minha memória de Fernanda Montenegro interpretando meu eterno Fassbinder no Cultura Artística.

    ResponderExcluir
  4. ela tirou aquele enchimento zuado da buchecha sou contra cirurgias plasticas veja a paulina poriskova que gostosa! prefiro muito mais um rosto como o dela do que o da Madonna mas a Isabelle esta bem bonita a diferença entre um especialista competente e um açougueiro como Madonna e Nara Leão

    ResponderExcluir
  5. Queria ter gostado mais. Madeleine Collins foi o meu preferido do Varilux de 2022.

    ResponderExcluir
  6. Ela finalmente acertou as plásticas no rosto, e está tão deslumbrante como era na juventude. GATA ELA ENTROU PRO TIME DUQUESA DE ALBA, MADONNA, AMANDA LEPORE ou seja um bando de górgonas mais artificiais que sabor de chiclete, por favor. Eu sou feio, mas pelo menos é meu.

    ResponderExcluir