sexta-feira, 3 de junho de 2022

HELLO TÜRKIYE

Recep Erdogan acha que está dando uma demonstração de força ao obrigar o mundo inteiro a chamar seu país de "Türkiye", o nome em turco, mas na verdade está passando recibo de paiseco. Só nações relativamente insignificantes batem o pezinho exigindo serem tratadas por seus nomes originais, como Sri Lanka (ex-Ceilão) ou Myanmar (ex-Birmânia). Alguém já viu a China querendo ser chamada de Zhongguo, ou o Japão de Nihon? O engraçado é que para nós, brasileiros, a pronúncia de Türkyie é praticamente idêntica à de Turquia. Ou seja, vou continuar chamando o país do mesmo jeito que eu sempre chamei.

9 comentários:

  1. Com esse autoritarismo, o ditadorzinho só deixa mais explícita a sua mediocridade.

    ResponderExcluir
  2. Para o meu avô, qualquer um que fosse do nordeste era baiano. A mesma ideia servia para árabes, persas, marroquinos, egípcios, etc. Para ele era tudo turco, ou melhor, türkuo.

    ResponderExcluir
  3. Não dúvido que a China qualquer hora invente que não quer ser mais chamada de China. Igual ela já fez com Pequim, que não é mais Pequim.

    Os Japoneses geralmente usam Nippon para ser referir ao seu país, apesar de Nihon tb ser falado/aceito.

    ResponderExcluir
  4. Ou chamar a Finlândia de Suomi, a Alemanha de Deutschland...

    ResponderExcluir
  5. Se as pessoas podem decidir como querem ser chamadas, por que os países também não podem? Se a maioria da população apoiar por plebiscito, não serei eu o velho ranzinza estrangeiro a reclamar de quem só quer ser reconhecido por todos por seu verdadeiro nome. Vivo e deixo viver.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 10:22-O país dele poderia se chamar
      Nazistolândia,palhaço.

      Excluir
  6. Temos que respeitar nomes e pronomes.

    ResponderExcluir
  7. Acho legal! Sri Lanka muito melhor que Ceilão por mim mudávamos o nome pra pindorama

    ResponderExcluir