quarta-feira, 22 de junho de 2022

EDAÍR EM CHAMAS

"Eu boto a cara no fogo por ele", bradou o Despreparado quando surgiram as primeiras acusações de corrupção contra o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro. Dois dias depois, o pastor homofóbico saiu do MEC "a pedido" - e não demitido, como alega agora o Pau Fino. Desde então, Ribeiro quase matou inocentes quando a arma que ele não tem preparo para carregar disparou acidentalmente em pleno aeroporto de Congonhas. Hoje esse biltre, que foi indicado ao cargo pela Micheque, finalmente foi preso pela PF. E aí, Biroliro, podemos acender a fogueira? Vai ter coragem de enfiar a fuça nas labaredas? Claro que não, porque coragem nunca foi seu ponto forte. Mas as chamas já atingiram sua campanha de reeleição. Sem poder levantar a bandeira contra a corrupção, o que sobra agora ao Bozo são as ameaças imaginárias, como o avanço do comunismo e a mamadeira de piroca.

5 comentários:

  1. O Mio Babbino Caro
    O mais bizarro é encontrar pessoas que ainda colocam Bolsonaro no patamar de Lula. E já não tem nem como choramingar a esperança de Moro como o paladino da justiça contra a corrupção.
    Dessa tragédia desde o primeiro momento, nunca compactuei.

    ResponderExcluir
  2. Não importa o que aconteça no desgoverno, quem gosta de Bolsonaro gosta de Bolsonaro porque se enxerga nele. O que o eleitor dele quer é um amplificador de seus próprios preconceitos. Uma metralhadora de frases de efeito politicamente incorretas. O Bozo é o verdadeiro eu de uma grande parcela de brasileiros: racista, homofóbico, misógino, sádico, rancoroso e subletrado, mas que se considera um cidadão de bem injustiçado. Por isso sequer converso mais com bolsonarista. É atestado de falta de caráter.

    ResponderExcluir
  3. #FORABOLSONARO
    #FORAGENOCIDA
    #FORAMICHEQUE
    #CARLUXOÉVIADO

    ResponderExcluir