quarta-feira, 25 de maio de 2022

O SISTEMA SOLAL

Toda viagem minha tem pelo menos uma descoberta musical, e a dessa vez é Solal Roubine. Não que eu precisassse ir a Paris para conhecê-lo - foi o algoritmo do Apple Music quem nos apresentou, e isto também aconteceria se eu estivesse no Brasil - mas seu EP de estreia foi a trilha sonora dos meus últimos dias na Cidade-Luz. Não sei quase nada dele: só que é muito jovem e vem de uma família de músicos de Hauts-de-Seine, subúrbio parisiense. Seus dois clipes devem ter custado um total de 38 euros, seu canal no YouTube tem só 154 inscritos e seu perfil no Instagram, 717 seguidores - até eu tenho mais. Mas, se ele continuar nessa pegada bossa nova + popzinho gostosinho ("On Oublie Tout" começa como um plágio descarado de "Garota de Ipanema" antes de ganhar vida própria), sinto que conviveremos por um bom tempo.

3 comentários:

  1. Delícia de som, obrigada!

    ResponderExcluir
  2. Adoro suas considerações sobre filmes e cinema, mas suas recomendações musicais nunca funcionaram comigo. Um horror rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 13:10-Sertanojo e funk aqui não tem
      vez,minha senhora....kkkkkk

      Excluir