segunda-feira, 25 de abril de 2022

#WETOO

Até o final do quarto episódio, a minissérie "Anatomia de um Escândalo" não diz muito a que veio. Até ali, a trama é beyond déjà vu: a esposa recatada de um político conservador vê seu casamento estremecer, depois que ele é acusado de estupro pela ex-amante. Quantos filmes e séries parecidos você já não viu? Aí há um plot twist, e os dois episódios finais são bem mais interessantes. Mas aí a história acaba, de um jeito que beira a militância ensandecida: todas as mulheres são incríveis, nenhum homem presta. Claro que foi escrita por uma mulher, por isto o desfecho é até previsível. Se em termos dramatúrgicos essa "Anatomia" não é grande coisa, pelo menos traz duas atrizes de temperaturas muito diferentes se saindo bem, Sienna Miller e Michelle Dockery. Uma minissérie que dá para o gasto, mas não traz nada de novo ao debate.

3 comentários:

  1. Tony,tá confirmado:Torto Arado vai
    virar série da HBO.E aí???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho ótimo. A sala de roteiristas só tem mulheres negras e é chefiada por uma amiga minha, a Luh Mazza. Mas não sei se rende uma série com várias temporadas. Preferia uma minissérie.

      Excluir
    2. Concordo. Temo quando alongam demais.

      Excluir