terça-feira, 19 de abril de 2022

A TORTURA INTERMINÁVEL

Os milicos brasileiros não estão satisfeitos com a fama de impotentes, incompetentes e mamadores das tetas estatais. Querem deixar bem claro para todo mundo que continuam sendo os mesmos brucutus que assassinaram, torturaram e censuraram durante a ditadura, além de deixar um legado de hiperinflação e desigualdade. As reações do general Mourão às gravações reveladas por Miriam Leitão comprovam que ele é tão asqueroso quanto o Biroliro, apesar do trato um teco mais civilizado. O general Luís Carlos Mattos, o cicioso presidente do Superior Tribunal Militar, não fica atrás. São todos uns bostas, uns vermes cuja atitude criminosa já deveria ter sido esmagada pela história. É inconcebível que, em 2022, o Brasil seja governado por sacripantas que passam pano para a tortura, para dizer o mínimo. Estamos pagando o preço por não tê-los punido lá atrás. Tortura nunca, nunca, nunca mais. Nem de brincadeira.

9 comentários:

  1. Infelizmente não seguimos o exemplo da Argentina,
    que julgou e condenou os milicos torturadores de lá,
    então jamais nuestros hermanos elegeriam uma figura como o Bozo, tanto é que o líder mais a direita que eles têm, o Javier Milei, pelo que pesquisei, é um economista libertário simpatizante da Escola Austríaca, não é defensor de ditadura militar, apesar dele ter um lado podre tbm, já foi acusado de violência doméstica, é um católico praticante e contra o aborto, mas me parece menos pior que o Bozo,
    no Chile também condenaram os serviçais do Pinochet e o candidato de extrema direita de la não falou em eleições fraudadas aceitou a derrota, está jogando o jogo democrático , não quis imitar o Augusto e dar um golpe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Keynes era clássico, elegante e seus princípios sustentam a economia até hoje. Não considero o fato de ter casado com uma mulher uma ato de traição, aos homossexuais também se aplicam o princípio: " Porque era ela porque era eu".
      G-

      Excluir
  2. Uma correção sobre o Javier Milei,a acusação que ele sofreu não foi de violência doméstica, mas sim violência de gênero, uma agressão verbal, ele estava participando de uma conferência e disse que a jornalista que o entrevistava havia dito uma burrada, por ela citar quatro vezes o Keynes , economista defensor da intervenção estatal, você conhece o Milei Tony? Até pesquisei se você já tinha escrito algo sobre ele aqui no blog e não achei nada.

    PS:O Keynes era bicha,depois ele nos traiu e casou com uma mulher, eca,,que nojo! Mas começou a sua vida sexual praticando o amor que não ousa dizer o nome.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gabriel,você tem nojo de mulher
      igual a noiva do Aristides e o
      Carluxo??????Tô fora!!!!!

      Excluir
  3. Superior Tribunal Militar.

    ResponderExcluir
  4. A própria existência do STM é uma excrescência. Um tribunal caro, inútil e corporativista - vide o próprio Bozo, que, após planejar atentado terrorista a bomba, foi “punido” com… promoção para capitão e aposentadoria com vencimentos integrais.

    ResponderExcluir