sábado, 9 de abril de 2022

CHIFRA ELES, MARRUÁ

Fiquei radiante quando soube que um touro pulou a grade que separava a arena do público e feriu 16 pessoas num rodeio em Patrocínio, interior de Minas Gerais (o vídeo acima já está desatualizado). Não desejo que ninguém tenha se machucado gravemente, mas torço para que este episódio sirva para que mais gente se conscientize de que não devemos fazer números de circo com animais. Já basta comermos as vacas e os bois: não precisamos humilhá-los ainda mais. Só fico pensando no medo e na confusão que o pobre bovino sofreu, e me tranquilizo em saber que ele passa bem. Por isto, chega de rodeio, chega de tourada, chega de show com orcas e golfinhos. Não precisamos mais mostrar nossa supremacia sobre os bichos. Se bem que ela é pra lá de duvidosa.

7 comentários:

  1. Tenho para mim que os que lá estavam lá continuarão indo. Gente burra não aprende as coisas de primeira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem de segunda, nem de terceira. Simplesmente não aprende.

      Excluir
  2. Bravo,Tony! Essa relação abusiva com animais é uma atraso civilizatório. Já passou da hora de se colocar um fim nesses shows de horrores...

    ResponderExcluir
  3. O Mio Babbino Caro
    E pra variar nessas pataquadas evocam Jesus, Deus, Maria... é foda viu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não reze pelo Deus do colonizador que não existe e não tenha medo da morte já dizia o Sapa Inka

      Excluir
  4. 14:13-Jesus existe,mas ajudava os pobres,
    não os ricos,seu palerma.

    ResponderExcluir
  5. 17:40 Não e disso que está se falando aqui.

    ResponderExcluir