segunda-feira, 28 de março de 2022

O HOMEM QUE FEZ A TORRE

Quem vai a Paris pela primeira vez, tem que subir na Torre Eiffel. É clichê, mas também é magnífico. O monumento é um prodígio da engenharia, e de seus três andares descortinam-se as vistas mais impressionantes da cidade. Hoje ele é o logotipo informal da França, mas sua construção foi tumultuada. Essa história é contada em "Eiffel", disponível na Amazon Prime Video. Para quem não sabe, a torre leva o nome de seu engenheiro, Gostava Eiffel (ah, sim, e a pronúncia correta é Eifél, e não Êifel). No filme ele é retratado em du.as idades: já maduro, tocando a obra que o imortalizou, e ainda jovenzinho, vivendo um romance proibido. Não dá para saber se os lances folhetinescos aconteceram de verdade, pois no início há um aviso de que o roteiro foi "inspirado em casos reais". Mas nem importa: com um visual suntuoso, o longa é agradável de se ver. Até porque nos papéis principais estão Romain Duris e a anglo-francesa Emma Mackey, que também aparece em "Morte no Nilo". Me deu vontade de subir de novo.

5 comentários:

  1. Tolinho os franceses ajudaram no golpe no Brasil, foram uns dos grandes responsaveis, tem mentalidade colonial, fodem paises com seu FMI, e a França é overrated. Ah e vem aqui comprar terras e imoveis nas nossas belas praias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre tem uma amarga expondo seus recalques por aqui, né? Não falha...Paris é linda, subindo ou não na torre, e como disse um rei muito tempo atrás, vale uma missa...

      Excluir
    2. EU MOREI EM PARIS e falo francês conheço não só Paris mas a França muito melhor que você, sim a arquitetura é interessante mas parou na Belle Époque as guerras destruíram a França que na verdade nunca recuperou o dinamismo cultural a França é um país racista pra caralho (algo que não cabe no século 21) na minha opinião e o colonialismo é coisa do século 19 século onde eles estão se vc quer viver no mundo do filme chocolate sobre um palhaço negro vai lá! Eu quero viver em outra realidade

      Excluir
    3. Numa realidade que não exista pontuação? Ensino fundamental mandou lembranças, cherrie...

      Excluir
    4. cherrie?!! Kkkk kd o acento e a gramática francesa baba ovo de colonialista

      Excluir