sábado, 26 de março de 2022

LOLLA LÁ

Entre 2016 e 2018, era impossivel ir a um show ou a uma peça sem ouvir "Fora Temer", muitas vezes vindo do próprio palco. A moda de 2022, é claro, é "Fora Biroliro" e vivas ao Lula. Foi o que aconteceu ontem durante o show da Pabllo Vittar no Lollapalooza, amplamente repercutido pela imprensa. O Bozo, claro, não gostou, e acionou o TSE contra a organização do festival por propaganda eleitoral antecipada. Isso vindo do cara que nunca desceu do palanque e toda semana promove motociata, jetskiata e jeguiata. E é só um aperitivo do que vem por aí na campanha, com pinta de ser a mais judicializada e violenta de todos os tempos. Não há de ser nada, porque o Edaír vai acabar K.O..

4 comentários:

  1. O Mio Babbino Caro
    Será que sobrou, ainda, algum Bolsominion aqui.
    Sim sempre tem.
    Mas o que eu quero saber é:
    "Como vai abafar
    Nosso coro a cantar
    Na sua frente"

    ResponderExcluir
  2. A decisão do juiz tem que ser cumprida. Não pode haver campanha antecipada. Nem do Lula e nem do Presidente, Ciro, etc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem nada, bezerrinho. Esse juiz é birolista. A decisão está errada e vai cair amanhã. Aliás, a petição do PL já estava errada também: os advogados incompetentes puseram o CNPJ e o e-mail de uma empresa que não existe mais... Ou seja, não vale nada.

      Vai pastar, que é o que você faz de melhor.

      Excluir
    2. Propaganda antecipada pelo próprio candidato ou programa...é bem diferente o público gritar ou alguém informalmente falar algo...isso é liberdade de expressão.

      Excluir