sábado, 26 de fevereiro de 2022

TAIS-TOI, MAINTENANT! TAIS-TOI!

Ontem à noite aconteceu a 47a. cerimônia de entrega dos prêmios César, o Oscar francês. Os favoritos foram confirmados: "Ilusões Perdidas" levou sete troféus, incluindo melhor filme, e "Annette" ficou com cinco. A homenageada da noite foi Cate Blanchett, que recebeu seu César d'Honneur das mãos de sua amiga Isabelle Huppert, com quem fez "As Criadas", de Jean Genet, em Sydney. Cate foi tão ovacionada que precisou pedir para a plateia calar a boca, mas cometeu um errinho em francês: o mais correto seria dizer "taisez-vous", não "tais-toi". Este momento está na altura dos 9'18" do vídeo acima, cujo áudio está bem zoado: tem eco o tempo todo. Se eu achar um melhor, eu troco.

Minha querida banda Sparks foi esnobada pelo Oscar. A canção "So May We Start" ficou entre as 15 semifinalistas de sua categoria, mas acabou não sendo indicada. A revanche aconteceu ontem: o Sparks tocou "So May We Start" no palco e ainda ganhou o César de melhor trilha original por "Annette". Muito fofo ver o Russell Mael tentando falar francês.

O prêmio de melhor atriz foi para Valérie Lemercier, a comediante mais popular da França. Ela escreveu, dirigiu e estrelou "Aline", uma sátira da vida de Céline Dion que foi indicada em 10 categorias no César (só levou uma). Valérie interpreta um avatar da cantora canadense em todas as idades, com a ajuda da computação gráfica, e ainda capricha no sotaque québequois. A crítica adora o filme; a família e os empresários de Céline Dion, nem tanto. "Aline" estreia em abril nos EUA. Torço para que também chegue por aqui, nem que seja no sob demanda.

3 comentários:

  1. Aí que delícia, ver essas coisa de bicha véia rsrs. Amo, adoro. Merci.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sei como é que o Tony tem muita
      paciência de trampar na Folha-o Pondé
      escreve merda sobre os gays semana sim,
      semana,também.

      Excluir
    2. Colunistas como o Pondé e eu não ficamos na redação. E eu nem o conheço pessoalmente. Também não o leio.

      Excluir