sexta-feira, 18 de fevereiro de 2022

JUSTA PERSEGUIÇÃO

"Perseguição", assim como "preconceito", é uma das palavras usadas mais erroneamente da língua brasileira. Já ouvi alguém dizer que tinha preconceito contra unhas sujas, o que é absurdo - o preconceito é sempre injustificado. Já a perseguição pode ser perfeitamente justa, apesar do perseguido sempre reclamar. É o caso do Monark, que hoje foi choramingar no Twitter porque foi suspenso pelo YouTube. Nunca é demais lembrar que esse palerma disse que "quem quiser ser anti-judeu, tem o direito de ser anti-judeu". Não só merece ser banido de TODAS as redes sociais como também processado na Justiça e obrigado a fazer um curso intensivo sobre o que foi o Holocausto. No mais, acho que o nosso debate dos últimos dias está equivocado. Não se trata de discutir se o Brasil deveria seguir a lei americana, que garante uma liberdade de expressão quase absoltua, ou a alemã, que bane o nazismo, seus símbolos e sua difusão. O que precisamos mesmo é entender porque deixamos imbecis feito o Monark se tornarem vozes influentes, com milhões de seguidores e nenhum preparo intelectual.

11 comentários:

  1. Muito bom posicionamento de quem conhece e é acadêmico sobre esse assunto:

    https://www.youtube.com/watch?v=peCrK1GuLhw

    ResponderExcluir
  2. Mas ele é tão carismático e bonitinho também! Olha a carinha dele na foto e as expressões faciais fofas que ele faz e o sotaque com o "R" carregado e jeitinho de inocente tão fofo...
    E assim imbecis como ele vão falando absurdos e defendendo atrocidades de uma maneira que parecem coisas banais e corriqueiras. Que sofra toda perseguição. Ele merece. A gente colhe o que planta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todos merecem uma segunda chance, ele provavelmente nem entende o que é nazismo. Engraçado como Galliano e outros são cancelados quando falam bosta sobre o nazismo mas alguém faz um comentário contra negros, mulheres, gays passa batido.

      Excluir
    2. Não entende e não continua entendo, mesmo depois de ter perdido patrocínios e seguidores. Gente assim não merece chance alguma. Só o ostracismo.

      Excluir
  3. Essa intolerância me assusta. Eu sou a favor de 100% de liberdade de expressão. Todo mundo fale o que quiser, contanto que não faça, fica no campo das ideias e das baboseiras. Tony, imagina se o Blogger dá a louca e decide te banir porque você usou um termo 5 anos atrás que hoje é considerado ofensivo... Eu sempre me ponho no lugar dos outros, acho que a punição é, muitas vezes, preguiça de dialogar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sou 100% a favor. Ninguém pode sair dizendo por aí que é anti-judeu, anti-negro ou anti-gay.

      Ser anti-judeu já era errado em 1939. O mundo não mudou tanto assim.

      E se o Blogger resolver me banir, good riddance. Não é aqui eque eu ganho dinheiro.

      Excluir
    2. Não deve tolerância a intolerantes.

      Excluir
  4. Imagine um cara ser dono de um podcast e ficar falando quatro horas sobre assuntos que ele nem tem ideia? É óbvio que daria merda, o cara já ganhou muita grana na sua curta carreira e se for banido do YouTube que abra uma quitanda. Não tenho pena não.

    ResponderExcluir
  5. Para as desavisadas verem o que realmente é o Nazismo desde sua fundação em fevereiro de 1920. E pq as comparações com comunismo são disparatadas:

    https://www.youtube.com/watch?v=FYyIOtiy6OI

    Tão com peninha? Só terão até serem discriminadas.

    ResponderExcluir
  6. Um imbecil que é seguido por um bando de Idiotas! Só isso, eu acredito que falta para esses seguidores é mais foco na vida, pq convenhamos ficar vendo esses bostas no YT em vez de estudar, tocar um instrumento ou até mesmo se masturbar é a pura ignorância!!!

    ResponderExcluir
  7. O Monark é a melhor propaganda que quem é contra as drogas pode ter hahahaj

    ResponderExcluir