segunda-feira, 28 de fevereiro de 2022

DE OLHO NAS PREMIAÇÕES

Este ano não houve a cerimônia de entrega dos Globos de Ouro, e os vencedores tiveram que ser anunciados pelo Twitter. Ontem aconteceu a festa de outro prêmio importante, os SAG Awards, mas, pela primeira vez em muitos anos, o canal TNT não transmitiu nada para o Brasil. Novamente, os resultados chegaram aqui para o Twitter, em mais um anticlímax. E mostraram, mais uma vez, que o Sindicato dos Atores gosta de filmes de apelo simples, sem maiores elocubrações. "No Ritmo do Coração", a versão americana de "A Família Bélier", levou o troféu mais importante da noite, o de melhor elenco, e também o de ator coadjuvante para o até agora desconhecido Troy Kotsur. Will Smith levou o Actor (o nome da estatueta) de melhor ator por "King Richard", desbancando a performance muito mais sofisticada de Benedict Cumberbatch em "Ataque dos Cães" (que, aliás, saiu de mãos abanando). Na categoria de melhor atriz, uma zebra considerável: Jessica Chastain por "Os Olhos de Tammy Faye", o que talvez aumente suas chances no Oscar. Mas se engana quem acha que os SAG Awards são bons profetas dos prêmios da Academia. Os agraciados de uns e outros nunca são os mesmos, por mais que se repita que os atores são o maior bloco de eleitores do Oscar. Acontece que o SAG tem muito mais membros e, como eu disse antes, essa turma prefere o entretenimento à arte. Ainda não vi "Os Olhos de Tammy Faye", a cinebiografia de uma famosa pastora evangélica, mas Jessica Chastain é uma atriz soberba e merece o Oscar pelo conjunto da obra. Na verdade, ficarei feliz com qualquer vencedora, contanto que não seja de novo a fdp da Olivia Colman que roubou o Oscar da Glenn Close.

7 comentários:

  1. Toninho,a Globolixo não vai passar o Oscar.
    Eu vi o SAG Awards pela TNT dos EUA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas o Globoplay vai transmitir o Oscar ao vivo.

      Excluir
    2. Yes,mas quem só tem TV aberta.....o
      Brasil não é pra principiantes,dizia
      o Tom Jobim.

      Excluir
    3. King Richards é um filme muito raso, clichê demais, obsoleto. Entediante. Will Smith é simpático. Mas esta atuação não é pra prêmio. A bobagem só vale pelo Tony Goldwin. Raso, mas sempre foi lindo e envelheceu lindamente. Agora, o filme é um desperdício de grana, tempo. As irmãs mereciam outra coisa.

      Excluir
    4. 17:36-Essas irmãs são muito feias....
      eu prefiro a Rihanna e a Cardi B!!!!

      Excluir
  2. 14:25 Duvido muito que "quem só tem a TV aberta" edteja interasso em assitir a cerimônia do Oscar.

    ResponderExcluir