domingo, 9 de janeiro de 2022

COM MEU BEM FUI AO CINEMA ASSISTIR O FESTIVAL

Woody Allen perdeu a mão? Não sei, mas uma coisa é certa: prestígio, ele perdeu. A campanha insana movida por Mia Farrow convenceu o público e o showbiz americanos que o sr. Soon-Yi é um pedófilo capaz de molestar a própria filha. O resultado é que Woody não consegue mais atrair estrelas de primeira linha para seus filmes. Para os protagonistas de "O Festival do Amor", ele teve que se contentar com Wallace Shwan e Gina Gershon. Ela até que se sai bem, mas ele não tem a star quality necessária para encarnar um avatar do próprio Woody: um cinéfilo inverterado, professor universitário e escritor frustrado, que ainda por cima enfrenta uma crise em seu casamento. Como sempre acontece nos filmes do diretor, o personagem se encanta por uma mulher linda e muito mais jovem do que ele - no caso, a espanhola Elena Anaya, num papel claramente escrito para Penélope Cruz. A história se passa na belíssima cidade basca de San Sebastián, durante o festival anual de cinema. Mas este cenário é só o pretexto para Woody realizar a boa ideia que teve: recriar cenas clássicas de filmes de arte, que surgem como sonhos em preto-e-branco de seu alter ego. Tem Orson Welles, Federico Fellini, François Truffaut, Claude Lelouch, Luís Buñuel e nada menos que três menções a Ingmar Bergman. Só que o draminha pessoal do pseudo-Woody não merece essas obras-primas. Há alguns momentos engraçados, mas a auto-indulgência de Allen não deixa que esse filminho se torne mais uma pérola em sua extensa cinematografia.

16 comentários:

  1. Tony, você leu a autobiografia do Woody? Ele esmiuça toda a situação com a Mia.

    ResponderExcluir
  2. Um Woody Allen menor ainda é zilhões de vezes melhor do que a maioria dos filmes em cartaz...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa cala a boca! Os filmes dele são todos iguais super estimados até os clássicos com a Diane Keaton achei mais ou menos

      Excluir
    2. Quem apoia abusador tem que ser preso também vou denunciar vocês pra polícia

      Excluir
    3. 18:11 e 18:08-Vai ver filme de super-herói,
      Carluxo desgraçado!!!!!

      Excluir
  3. Segundo o próprio Woody falou em entrevista, o cenário desse filme foi escolhido pq o patrocinador exigia que o filme fosse filmado em algum lugar da Espanha. Aí, ele resoveu rodar o filme numa cidade que conhecia muito bem por causa dos festivais de cinema dela.

    ResponderExcluir
  4. Mia Farrow inventou tudo. É tudo mentira.
    Esse é o plano macabro do mercado pós-moderno pra acabar com os filmes bons e só sobrarem filmes de super-herói. É a imbecilização da cultura, fomentada por MeToo, Fuck Too, Bosta Too and All That Shit Too...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Danny quem é vc que concorda com uma coisa absurda dele. Ele comeu a própria filha, só não sei como não está preso.

      Excluir
    2. Mia Farrow chifrou Woody Allen com o Frank Sinatra (ex-marido dela) e nasceu Roman farrow. Outros filhos dela a acusaram de maus tratos, mas ruim é só o Woody Allen que teve o mau gosto de casar com a filha da namorada. Por que ninguém questiona a possibilidade da Mia ter manipulado e desgraçado a cabeça da Dylan.

      Anônimo 10 de janeiro de 2022 15:43- Certíssimo. Essa cultura puritana, acusatória e de vigilantes tem mais desdobramentos negativos que as pessoas imaginam ou prestam atenção.

      Anônimo10 de janeiro de 2022 18:08 - Vá ver o catálogo do Disney Plus. Parece ser mais indicado para o seu gosto.

      Anônimo10 de janeiro de 2022 18:11 - O Disney Plus também é o mais indicado para a sua excelentíssima moral vigilante e punitória, que não entende que adultos podem exercer direito de escolha sobre o que devam assistir ou não.

      Gente assim está ajudando a destruir a cultura, o Tribunal Internacional Penal do Twitter e da bobajada do cancelamento.

      Excluir
    3. Anonyma das 18;09: Ela não era filha dele, e sim enteada, se voçê se informasse um pouquinho não falaria essas bobagens...E eles estão juntos até hj, então ele não apenas a "comeu"...E quem sou eu? Alguém na sua frente na fila do pão, rssss

      Excluir
    4. E enteada não é filha? desde quando??? Imagina o Tony ter um caso com a filha do marido dele? a menina tinha 20 anos (vai saber a primeira vez que ele comeu a idade que ela tinha) ah claro a Mia é uma louca afinal é mulher e ele ok porque ficou a menina até hoje talvez pra se safar de mais dano de imagem

      Excluir
    5. Nossa, agora o Guardião da Moral e dos Bons Costumes exagerou, hein?!? O cara não pode ter relações com uma mulher de 20 anos???
      Esse tribunal da internet (geralmente composto por pirralhos tuíteiros) quer a volta da Era Vitoriana e o triunfo do puritanismo. Ah, vão procurar uma rola!

      Excluir
  5. ANONIMO 6.30 SE VC FOR MINIMAMENTE BONITO JA TE QUERO PORQUE VC É MUITO INTELIGENTE! E CONCORDO GAY PURITANO É O FIM DA ROSCA!

    ResponderExcluir
  6. Confesso que deixo de lado parte de meus sentimentos pessoais quando assisto (e reassisto) filmes do grande Woody. Uma parte de mim pensa “que fdp, escroto”, outra parte “mas será que a Mia mentiu?”. Enfim, o cineasta tem pérolas na sua cinebiografia. Fato.

    Dito isso, sempre impliquei com essa obsessão por mulheres bemmmm mais novas. Desde aquele filme em que a namorada dele era interpretada pela linda Mariel Hemingway que acho tinha uns 16 ou 17 anos na época.

    “Tá, rendeu filmes excelentes, mas precisava tantos assim com o protagonista apaixonando-se por uma mulher décadas e décadas mais jovem?”. Era o que eu constantemente matutava. Eu não sei se ele é um pedófilo (se atrair por garotas de16 anos pode te fazer escroto e etc, mas não pedófilo que é a atracão por crianças com aparência de criança e antes de desenvolver o corpo), mas sempre achei esse lado dele muito sacana-meio-escroto.

    Enfim, dito tudo isso, estou louca pra ver esse filme kkkkkkkk
    E se o Woody for um pedófilo ou um nojento com relação as mulheres, foda-se ele que eu sou cinéfila.

    ResponderExcluir