quinta-feira, 27 de janeiro de 2022

QUAAAL O QUÊ

Quem viu a ótima série "O Canto Livre de Nara Leão" sabe que a cantora era dona de seu nariz e sempre fazia o que bem entendesse. Mesmo assim, Nara gostava de músicas de mulher sofrida. Encomendou uma a Chico Buarque e recebeu "Com Açúcar, com Afeto", que se tornou um de seus maiores sucessos. Na mesma série, o autor revela que não vai mais cantar essa obra, porque deu ouvidos às reclamações das feministas. Uma polêmica estourou na internet esta semana, totalmente inútil: há mais de 40 anos que Chico não inclui "Com Açúcar" no repertório de seus shows. Mas acho injusto policiar quem resolver cantá-la. Nem toda música precisa traduzir fielmente os sentimentos de seu intérprete, muito menos se adequar às demandas sociais em voga. Além do mais, um cantor é como um ator: pode vestir e despir personas diferentes, e entoar letras que não são do seu ponto de vista pessoal. Mas a garotada atual está habituada com as letras quilométricas do sertanejo, que muitas vezes não cabem nas melodias e usam rimas pobres para descrever situações banais do cotidiano. Falta estudo para essa galera, falta entender o contexto, fala discernimento. E falta afeto.

12 comentários:

  1. Kkkkkkk

    Ai ai
    Vamos lá
    Eu gosto de sertanejo e Chico Buarque.
    São duas coisas opostas.
    Eu quero me divertir
    Dançar meu sertanejo e etc.
    Exemplo.
    Eu pego o cara e danço meu Barões da Pisadinha. Pego na cintura, perna no meio, danço apertado, rosto com rosto, beijo no pescoço e aquela cheirada no cangote. Dou aquela esfregada gostosa alisando o corpo do cara e de maneira escondida passo o dedo dentro da calça sentindo a cintura do cara. Coloco minha mão no bolso do cara e danço apertando o corpo dele contra o meu.
    Chico Buarque rola isso?
    Eu quero dançar e mexer meu corpo.
    Qual musica trabalha mais os movimentos do corpo?
    Trabalhei a semana e quero me divertir!
    Você já analisou as letras das músicas na The Week? Porque você não inclui este ritmo? E as músicas pop? Vc já olhou as traduções?
    E outra. Chico Buarque chega no interior isolado do norte de minas?
    O que você quer dizer com rima pobre?
    Então eu sou admirador de rimas pobres? Qual o conceito de rima pobre? A MPB como alta cultura que no passado com cantores que desceram a lenha em músicas tidas como românticas?
    Chico Buarque é elite
    Faz show para elite que banca de desconstruida e explora gente daqui.
    A sua comparação é tão esdrúxula que estou tentando me segurar.
    O CD do Chico Buarque nunca chegou aqui. Mas as fitas e cds destes artistas sempre chegaram. Muitos destes artistas começaram a carreira no interior. Enfim. Não vou estender. Estou aqui. Escrevendo meu mestrado. Tenho MBA e segunda graduação. Planejo tentar doutorado ano que vem. Mas para certos padrões o sertanejo é que é pobre. Ah vai. E outra. Vários destes sertanejos de rimas pobres também cantam clássicos antigos. Ah vai... Me respeita. Sou do interior com muito orgulho. Gosto deste sertanejo sim. E quando vou ao interior, me encontro com as gays de interior que tambem curtem sertanejo. Dançamos e somos felizes pq não podemos dançar nos show na rua. Eu gosto de Banda Dejavu.
    Ah me poupe. Comparar dois estilos nada a ver. Acrescenta ai outros estilos a lista de rimas pobres.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anon 23:17
      Você não entendeu nada!
      O Tony está dizendo outra coisa e vc veio aqui terapiar sua vida, seu trabalho e sua diversão que só interessa a você e faça bom uso. Sertanejo, tô fora, fico com João Gomes de preferência "A Noite".
      G-

      Excluir
    2. O Mio Babbino Caro
      Acho louvável um artista ser sensível ao clamor de um novo tempo. Poderia continuar mais "quarenta" anos sem cantar essa música e não fazer alarido, mas preferiu informar e foi ótimo. Deixou de cantar, aliás, música de um tempo que muitas mulheres ainda levavam umas bordoadas antes de ir "esquentar seu prato".
      "Sem Fantasia".

      Excluir
    3. O Mio Babbino Caro
      Isso tá parecendo aquela bobice do Roberto
      Carlos de só fazer show vestido de azul.
      kkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    4. Fazia tempo que não aparecia Babbino fake como esse da 07:03h

      Excluir
    5. Não é fake.O que escrevi é a mais
      pura verdade.

      Excluir
  2. Anônimo de 23:17, rima pobre não tem nada a ver com classe social ou econômica, é um termo linguístico que significa uma rima com palavras da mesma classe gramatical. Rimar perder com fazer, por exemplo.

    O Tony não falou que sertanejo não era bom para dançar ou que não devia ser escutado. Justamente por ser um gênero musical com penetração tão ampla no país (e muitas vezes às custas de aporte financeiro que não dá para competir, como vimos na entrevista da ex empresária de anitta), naturalmente precisa de letras mais coloquiais e acessíveis, para democratizar o acesso à música. Mas isso vem às custas de um menor acesso à letras mais líricas, com múltiplos sentidos e figuras de linguagem, como é o caso de Com açúcar.

    Para exemplificar as rimas pobres, um trecho de uma música de sertanejo que eu gosto bastante, Flor, de Jorge & Mateus

    Flor, pra onde foi você, flor?
    Com seu perfume de amor?
    O que é que eu fiz de ruim?
    Eu, não achei outra flor
    Com a beleza e a cor
    Que tem você para mim (Vai!)

    Ele rima flor, amor e novamente flor com cor, todos substantivos, rimas pobres

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkkk
      É só pisar no calo de algumas pessoas q lá vem.
      Kkkk
      Ai ai
      Mostrei e escrevi várias vezes que o modo como uma pessoa curte sertanejo e Chico Buarque são opostos.
      Existe uma diferença bruta de um show em teatros principais e de elite contra o sertanejo que ocorre em qualquer lugar.
      E não irei discutir. Rindo aqui.

      Excluir
  3. Só vou dizer 6 coisinhas, pois sou sintética (e cara de pau kkkk)

    1 - acho um saco e desonesto culpar feministas ou o movimento feminista por isso (muitos no twitter fazendo isso). Teve feminista que reclamou sim, mas Chico decidiu não mais cantar porque quis.

    2 - sou feminista e acho isso uma bobagem.

    3 - a música não foi feita para enaltecer relações tóxicas, foi feita a pedido de Nara MARAVILHOSA Leão, na década de 60, que queria cantar uma música como as de antigamente, com mulheres submissas.

    4 - nenhum homem vai virar safado ou violento nem nenhuma mulher vai virar otária por escutar essa música.

    5 - se tanto querem usar o termo “normalizar“ (de novo tuiteiro chatuuuuu falando disso), não normalizem que alguma música ou poema ou o raio que o parta é culpado por uma relação tóxica. O Único culpado, nesses casos, é a pessoa tóxica ou violenta.

    6 - somente a minha opinião, todo mundo tem uma né? E a opinião de algumas feministas não representa todas as feministas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 7-Teve algumas feministas que encheram o
      saco do Chico por causa da música-elas
      gostam é de ouvir essa merda chamada funk.
      Elas nem sabem quem é Nara Leão,pra
      começo de conversa-só fazem lacração
      beeeeeeeeeem idiota.

      Excluir
  4. Cara sertanejo universitário então, é só música pobre para dançar e cantar bebado na balada! Se vc ouvir com atenção as letras são muito ruins e ponto final!

    ResponderExcluir
  5. Endossado o que escrevi acima, sertanejo universitário ( merda) Almir Sater ( sertanejo de qualidade)

    ResponderExcluir