quarta-feira, 5 de janeiro de 2022

EMMERDER LES NON-VACCINÉS

Eu não endeuso nenhum político, mas tenho cá meus queridinhos. Como Justin Trudeau, o primeiro-ministro do Canadá. Ou o presidente francês Emmanuel Macron, que concorre este ano à reeleição. Que pode ter ficado mais difícil depois dele ter dito numa entrevista que quer "emmerder les non-vaccinés". O verbo "emmerder" não é palavrão, e no contexto pode ser traduzido como "infernizar". Que é exatamente o que os antivaxx merecem. Ninguém pode ser obrigado à força a se vacinar, mas é mais do que justo que um potencial vetor do coronavírus seja impedido de circular livre por aí. Empresas exigem há décadas que seus funcionários sejam vacinados, e nunca ninguém reclamou. Países exigem que visitantes sejam vacinados contra uma série de doenças, e quem não quiser, simplesmente não vá para lá. Ponto final. Os anti-vacina na verdade politizam uma questão de saúde pública, e no fundo só querem ocultar a incompetência dos políticos de extrema-direita, incapazes de lidar com a pandemia. Quer dizer então que, em nome da liberdade individual, uma pessoa HIV-positiva poderia sair transando por aí sem camisinha, contaminando quem ela quisesse?

24 comentários:

  1. eu simpatizo com ele, porém os franceses que eu conheço trorcem um pouco o nariz.

    ResponderExcluir
  2. Ter o direito de se matar levando inocentes junto. É isso que esse pessoal quer.

    ResponderExcluir
  3. Precisei mostrar comprovação de vacina contra a febre amarela quando estive em países como Colômbia, África do Sul, Panamá...Não quisesse se vacinar, bastaria não ir...Nas atuais condições do planeta, lugar de antivax é numa jaula...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até pra visitar o norte do Brasil é necessário comprovante de vacinação da febre amarela.
      Aliás, se vc tem FILHO, também não tem conversa e a criança TEM que ser vacinada. Nunca se discutiu isso antes.

      Excluir
    2. Gente... varíola. Já foi exigido comprovante em vários lugares do mundo. Pega um passaporte brasileiro dos anos 70 e provavelmente vai ter um certificado grampeado.

      Excluir
    3. alias preciso tomar minha outra dose de vacina de febre amarela

      Excluir
  4. Eu vi essa comparação com HIV+ e me incomodou bastante, pois parece que todos que vivem com HIV podem transmitir o vírus se transarem sem camisinha, e isso está errado.
    Quem vive com HIV e está indetectável não transmite esse vírus através de ato sexual, mas pode transmitir outras ISTs assim como qualquer outra pessoa.
    Acho que essa comparação ficaria melhor se fosse alterada para "uma pessoa HIV-positiva que não se trata" ou "uma pessoa com IST não tratada".

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde. A comparação com uma pessoa HIV+ é inacurada e ultrapassada. Como o outro amigo pontuou acima, uma pessoa HIV+ em tratamento regular e carga viral indetectável não transmite o vírus. Indectável = intransmissível.

    ResponderExcluir
  6. Tony, uma pessoa que vive com hiv, se está fazendo o tratamento corretamente, pode transar sem camisinha por aí porque não transmite o vírus, já que ela está indetectável (pode transmitir outras ISTs, sim, porém só do fato de fazer exames regularmente diminuem as chances, mas isso é assunto para outro comentário hahaha). A comparação com quem não tomou vacina não procede porque fazer o tratamento para hiv é uma das inúmeras maneiras atuais de prevenção - já que o tratamento evita o vírus de circular por aí. Sei que a intenção foi boa, mas é interessante colocar este adendo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. incrivel como o tratamento avançou né, e um dos países responsaveis foi o Brasil super avançado na pesquisa da AIDS com até alguns testes de vacina e cura. eu não duvido que a cura já exista mas como o big pharma só quer dinheiro melhor deixar as pessoas fazer tratamento

      Excluir
  7. Eu acho perigosa certas comparações.
    Susan Sontag ao escrever a respeito das doenças e suas metáforas já tratou deste tema.
    A ultra direita começou com essa comparação. Temos que tomar bastante cuidado para não aprofundar certas comparações e cair em uma armadilha argumentativa da ultra direita reacionária.
    Infelizmente a campanha eleitoral será bastante tóxica e vão sair atirando argumentos para todos os lados. Os caras lançaram na internet varias armadilhas argumentativas e que serão exploradas e incentivadas. Esta comparação é uma delas.

    ResponderExcluir
  8. Macron tem cara de ter uma jeba grossa...um saco grande...uma coisa meio Ian Scott...não joguem no Google

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CARLUXO,VOCÊ E TEU PAI DÃO A BUNDA PRO ARISTIDES
      OU PRO OLAVÃO,HEINNNNNN??????????

      Excluir
    2. 22:51 joguei no Google e não deu nada :(

      Excluir
    3. Pesquisa por IAN SCOTT porno, que vai aparecer muitos videos no x-videos. Ele foi a sensação do pornô hetero nos anos 90. Um colosso

      Excluir
    4. 14:08-TEU AMIGO CARLUXO QUEIMA A ROSCA.

      Excluir
    5. Ele ainda trabalha.

      Excluir
  9. Moro próximo a Campinas uns anos atrás teve um escândalo de gays soropositivos que estavam furando camisinhas pra infectar geral era chamado na época dos carimbadores , antivacina é a mesma coisa o mesmo nível de desumanidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já reportei um grupo de carimbo através do fórum Pandlr, foi postado lá e eu entrei no grupo, tirei prints, dei nome do dono e formalize fiz um boletim de ocorrência dando pra delegada tudo que eu coletei
      até hoje não deu investigação nenhuma, existem gays que falam que usam PrEP, outros gays tontos que acham ser verdade dão sem capa e no fim nós temos epidemia de Sífilis, HIV e tantas outras
      alguém está chamando gays que infectam terceiros de negacionistas?

      Excluir
  10. a diferença real é que os reais antivax são os esquerdistas namastê, eles só estão calados pois não convém falar que são, não a galera do biroliro
    eles também são, mas sua entourage faz parecer que não é, como se antivax fosse Bolsonarista e branco, não é.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Existe a galera de esquerda anti vax mas no Brasil não conheço ninguém e acho que não tem muitos. Já na Europa e nos EUA...

      Excluir
    2. Ps: brancos e branquitude são coisas diferentes. Branquitude é ideologia. Sendo assim, também influencia quem não é branco.

      Excluir
    3. Esquerdista antivax é igual torcida do
      América do RJ.Cabem numa Kombi.kkkkkk

      Excluir
  11. Na verdade, um HIV positivo pode sim fazer isso. Não há nenhum dispositivo em lei que obrigue alguém portador do vírus a usar camisinha ou mesmo avisar o parceiro.

    ResponderExcluir