sexta-feira, 24 de dezembro de 2021

QUESTÃO DE PRIORIDADES

Às vezes eu acho que Cuiabá faz jus à lenda de que "iabá" significa "do mundo" em tupi-guarani. O calor infernal deve ter cozido os miolos dos vereadores da cidade. Nada mais explica eles terem aprovado, em primeira votação, o Dia do Orgulho Hétero, projeto do birolista (cejura?) Tenente Coronel Paccola, do Cidadania, por 15 votos a um. Enquanto isto, a TV mostrava as filas quilométricas de pessoas em buscas de doações de comida. Não teve cesta básica para todo mundo: alguns saíram só com pacotes de ossos. Como diz a Nina Lemos em sua coluna no UOL, o Dia do Orgulho Hétero virou um fantasma a rondar o Brasil desde que as pautas LGBTQIA+ avançaram, e nunca fez o menor sentido - os héteros, em momento algum da história, jamais foram perseguidos por sua sexualidade. Por outro lado, a humorista Carol Zoccoli, que é cuiabana, tuitou que os héteros de lá têm mais é que se orgulhar mesmo, "naquele calor é difícil ficar sem chupar uma roula".

Esse projeto ainda precisa ser aprovado em segundo turno. Até lá, quem sabe esses vereadores não tomam vergonha na cara? Podemos dar uma forcinha: nesta página da Câmara Municipal de Cuiabá estão os perfis de todos eles, com seus respectivos telefones. Ligue djá!

3 comentários:

  1. Os políticos deveriam ser os símbolos da sociedade que doam seu tempo para nos representar, sacrificando o convívio familiar e os interesses próprios. O que vemos é justamente o contrário, a escória é que se dispõe a desempenhar a função em troca de benesses e que se dane o povo. É desvio de verba, distribuição de cargos, vaidade, mediocridade e burrice. Aqui em São Paulo tem o Dia do Rock, Dia do Skate, nome de rua, a av. das Águas Espraiadas depois de 50 anos virou Jornalista Roberto Marinho, a pista local da Marginal Pinheiros virou Doutora Ruth Cardoso. Pra isso esses putos servem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E daí?Se esse dia fosse feriado....
      MAS NÃO É!!!!!!!!!!kkkkkkkkkk

      Excluir
  2. E "ritiba" quer dizer arrogante, provinciano e ignorante em tupi-guarani.

    ResponderExcluir