sexta-feira, 8 de outubro de 2021

QUE DROGA DE FILHA

Às vezes eu acho que a Glenn Close só não ganhou um Oscar por ser feia. Sim, f-e-i-a: minha atriz favorita tem inúmeras qualidades, mas a formosura não está entre elas. Glenn até que fica uma mulher interessante quando está bem vestida e bem produzida, mas nada disso acontece em "Four Good Days", que chegou às plataformas de streaming mantendo o título original. De cabelinho curto e jeans apertado, ela está o cão chupando manga no quarto filme que roda com Rodrigo Garcia, filho de Gabriel García Márquez. Mas está fabulosa como sempre, num papel que tem um certo parentesco com a Mawmaw de "Era uma Vez um Sonho", que lhe rendeu sua mais recente indicação ao Oscar: a mãe de uma viciada em drogas, que não sabe se estapeia ou abraça a filha. Feita aqui por Mila Kunis, sem medo de ficar horrenda e esbanjando um talento dramático que "That 70's Show" nunca deixou que desconfiássemos. Dito isto, o longa em si não é grande coisa: parece feito para a televisão, com seu orçamento modesto e ambições idem. Mas Glenn Close é Glenn Close, e eu vejo qualquer coisa onde ela estiver. Pena que a versão para o cinema de "Sunset Boulevard" pareça cada vez mais distante.

12 comentários:

  1. Dessa vez não concordo com sua teoria. Meryl Streep tá no mesmo nível de beleza que Glenn Close e tá aí com 3 Oscars, considerada rainha suprema de hollywood.

    Acho que Glenn só não é querida no meio. Tipo Leo DiCaprio. Em todo círculo de amigos/conhecidos tem aquele rei do camarote que ninguém suporta, né? Leo deve cumprir esse papel na bolha de hollywood.

    Glenn já não imagino o motivo, mas também não deve ser lá muito querida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deve ser por pura inveja,igual com
      a Anne Hathaway,com certeza.

      Excluir
  2. O Léo é um ator bem canastrão, e também não é bonito, acredito que ele pegou papéis só porque o River Phoenix que era excelente ator morreu muita gente ainda deve lembrar dessa história talvez por isso ele seja rejeitado. Eu mesma curtia o River na falta passei pro Leo, ele tinha o charme gender fluid que o Timmothé tem hoje. Glenn está irresistível em ligações perigosas, um dos melhores filmes já feitos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nada a ver,cara.Olha o que o Leo fez em O Lobo
      de Wall Street,O Aviador e Era Uma Vez em
      Hollywood.Glenn Close feia????Feia é a Regina
      Casé.kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    2. 21:31
      A Regina Casé não é feia, ela não é branca.
      G-

      Excluir
    3. A Regina Casé é feia, e sim, ela é branca!!!

      Que mania essa do povo de achar que ser negro e indígena no Brasil (e em várias partes do mundo), é ter a pele mais escura ou um único traço negróide (alô Cauã Reymond, vc é um negão com essa boca e pele rs); como se raça também não fosse leitura social. Daqui a pouco, só quem será branco no Brasil será Xuxa e Bolsonaro!

      Regina Casé é branca; Glória Pires é branca, vc já observou que esta última em um filme é uma imigrante ITALIANA, e em outro filme interpreta uma indígena, sem utilizar qualquer recurso de maquiagem? Pq vc acha que ela consegue interpretar duas raças distintas convincentemente? Já imaginou Taís Araújo interpretando tais papéis, sem estar contando uma história a la Bridgerton, onde obrigatoriamente deve ser evocado senso de fantasia?

      Excluir
    4. 08:29
      Não stressa baby. É só um jeito de corpo e além da Xuxa tem o Guga tbm, segundo meu caro amigo Chico.
      E ninguém akkki tá ofendendo ninguém, ser indígena ou negro não é ofensa. Fica calmo, "essa terra ainda vai cumprir seu ideal".

      Excluir
  3. ainda bem, qual a necessidade desse novo sunset boulevard?

    ResponderExcluir
  4. Concordo plenamente, também acho isso.
    E não concordo com quem acha que Meryl está no mesmo patamar, esta já fez inúmeros papéis de beldade, e acho que nos EUA ela não está tão fora dos padrões de beleza, aliás M me lembra aquelas americanas feias que por terem sangue irlandês têm fama de beldades.
    Eua tem esses padrões estranhos como o deCaprio, que já entrou em diversas listas do homem mais belo do mundo, ou o Robert Pattinson, que entrou este ano como número 1, que além de feio tem fama de fedido.
    Coisas típicas de lá mesmo.

    ResponderExcluir
  5. Off-topic

    600.000 Mil Mortos vítimas da COVID-19

    ResponderExcluir
  6. Ela não faz parte do padrão de beleza local, mas dizer que ela é feia e por isso não ganhou Oscar: nada a ver!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Better Davis e Barbra Streisand são horrendas e foram premiadas duas vezes, Hillary Swank também, então o fator feiúra não conta. Deborah Kerr era linda e só levou aquele de consolação...

      Excluir