sábado, 23 de outubro de 2021

FAROESTE DE TERROR

Essa história do tiro acidental disparado por Alec Baldwin ainda pode complicar para muita gente, inclusive o próprio ator. "Rust" é uma produção independente, ou seja, de baixo orçamento. A equipe não é a melhor possível, e muitos de seus membros não são sindicalizados - o que pode significar que não haviam sido treinados direito. Também havia pressa no set: cada dia de filmagem custa um dinheirão, e quanto menos diárias, menor o custo do filme. Isso resultou em pelo menos dois acidentes com armas de fogo antes da morte da diretora de fotografia Halyna Hutchins, e justo no dia em que ela morreu muitos ténicos pediram demissão, porque as condições de trabalho não eram das melhores. Acontece que Baldwin era um dos produtores de "Rust". É bem possível que alguém da família da morta resolva processá-lo, por mais que ele não soubesse que havia uma bala no revólver que atirou. O pesadelo pode estar só começando.

12 comentários:

  1. Triste que a história do Brandon Lee no filme "O Corvo" se repita.

    ResponderExcluir
  2. Que doideira, esses gringos gastam tanto dinheiro nessas produções, vivem num universo paralelo de premiéres, festas, mansões, luxo, mas não conseguem fazer funcionar um set com segurança. É ganância?
    E um faroeste que rola tiro a rodo, como pode?! Ontem li que filmaram balas de verdade em um take. 2021 e não existem balas falsas similares à original? Cada dia mais tenho horror a blockbuster.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. “Rust” não é um blockbuster. É uma produção modesta.

      Excluir
    2. A onde que é blockbuster? É um filme independente idiota. Quer criticar com seu tipo antiamericanismo besta e não sabe do que tá falando.

      Excluir
  3. E também nessa semana, a atriz que interpretava a Batwoman na série de mesmo nome botou a boca no trombone contando o motivo de sua saída da produção. Foi uma bomba, pois o que ela contou é digno de um roteiro de filme de terror com direito à morte e gente seriamente machucada. Porém os produtores vieram a público desmenti-la e fazer sua caveira e outros atores da série também vieram a público elogiar a produção e detonar a atriz. Fica a pergunta: quem está mentindo? Os atores estão falando a verdade ou receberam um cala-boca ($) para manchar a reputação da mesma. Seja como for, é caso de polícia e como a Warner já teve casos de assédio moral/sexual e racismo nos bastidores de Liga da Justiça, não é impossível de ter acontecido.

    ResponderExcluir
  4. Tudo gira em torno da grana. Países do "primeiro " mundo terceirizam para os bananas daqui, os trabalhos mais perigosos, os processos mais poluentes. O que aconteceu no filme é um reflexo de quanto é relativo o valor da vida humana. Os procedimentos são mais relaxados, as jornadas são mais longas, os salários são menores. Se em Brumadinho tivesse um condomínio de luxo sido varrido, já tinha um monte de gente condenada, assim como no caso dos meninos do Ninho do Urubú do Flamengo.

    ResponderExcluir
  5. Resident evil a dublê da Mika sofreu um acidente sério saiu amputada e sem poder trabalhar novamente, é ganância!

    ResponderExcluir
  6. O próprio terrível acidente com o Baldwin já comprova que a produção estava desorganizada.
    Sendo ele produtor, deve arcar com alguma penalidade.
    Um acidente muito triste.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvida, acho que ele deveria até ser preso.

      Excluir
  7. o próximo projeto dela falaria de grupos de pedófilos de Hollywood onde a maioria é judeu...
    talvez tenha sido "cohen" cidencia kkkkk

    a mulher que ficava responsável pela segurança das armas era uma ex thot que até 1 ano atrás ganhava grana vendendo nude e não tinha nenhuma experiência com armamento

    ResponderExcluir
  8. O que não faz sentido é porque alguém trás balas de verdade para um set de filmagem.
    Dá a impressão de que pegaram a arma do segurança empretada na hora de gravar.

    ResponderExcluir