terça-feira, 28 de setembro de 2021

SIM, EU QUERO

Mesmo sendo o país dos relógios, a Suíça costuma chegar atrasada aos avanços sociais. As mulheres de lá só ganharam o direito ao voto em 1971, muito depois do resto do Ocidente. Neste domingo, os suíços finalmente aprovaram o casamento entre pessoas do mesmo sexo, a adoção de crianças por casais homoafetivos e a doação de esperma para casais de lésbicas. Eu não costumo aprovar que direitos de minorias sejam submetidos a referendos, mas, assim como aconteceu na Irlanda, a vitória LGBTetc. foi acachapante, com cerca de dois terços dos votos. No mesmo dia, o minúsculo San Marino legalizou o aborto, revogando uma lei do século 19 - e encerrando a hipocrisia reinante, que fazia as mulheres de lá atravessarem a rua para abortar na Itália, onde a prática é legal há 40 anos. Para completar, os partidos progressistas SPD e Verde bateram recordes de votação na Alemanha. Tudo isto pode ser resumido numa frase: o mundo está rejuvenescendo. A garotada que finalmente pode comparecer às urnas não dá ouvidos aos demagogos da extrema-direita, e querem para ontem os direitos das mulheres e dos gays. Sim, eu também quero, apesar de não ser garoto há muito tempo.

6 comentários:

  1. O Mi Babbino Caro
    Tudo por causa do tempo... Paradoxalmente não há volta, depois de colocar a mão no futuro e ter experimentado seu sabor nada nos fará voltar, mesmo que estrebuchem as feras, nada será como antes. Somente não se sabe se haverá T-E-M-p-o.
    " O passado é uma roupa que não nos serve mais".

    ResponderExcluir
  2. Tony, você, que é entendido do assunto, sabe me dizer quantos países do G20 ainda não permitem o casamento de pessoas do mesmo sexo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ih, vários: China, Coreia do Sul, Japão, Indonésia, Índia, Turquia, Rússia e Arábia Saudita.

      Excluir
    2. Ah, e na Itália só tem união civil.

      Excluir
    3. Quase todos do lado oriental do planeta.

      Excluir
  3. Tony, tem fatos super interessantes sobre a Suíça neste vídeo (como o país era encarado como "pirata"):

    https://www.youtube.com/watch?v=Dn6N0i0WbKg

    ResponderExcluir